Buscar

Fim do contexto retratado pelo Movimento Literário Imparcialismo.

A poesia imparcialista foi criada com a intenção
De fazer leitura do contexto contemporâneo
Para situar o homem contemporâneo 
Em um tempo de conflitos entre valores 
E estruturas tradicionais, 
Com a sociedade do prazer e do desejo, 
Que vem impondo suas vontades 
Sem limites e sem parâmetros. 

A literatura que  retratou esse período que marca
O ápice de um contexto histórico,
Que colocou o individualismo, a liberdade exacerbada,
O prazer sexual, os direitos sexuais,
O consumo, o entretenimento,
A exploração e a criação de mercado,
Os direitos das minorias usadas como palanque político;
Todas essas questões nascidas na modernidade,
A partir do individualismo e das liberdades sem parâmetros,
Caiu no fundamentalismo das liberdades e do individualismo,
Que resultou no ódio e no desejo de destruição de tudo
Que impedia, ou que tem opinião contraria a essas condutas.

A tolerância que foi criada e imposta a partir de contratos, 
Teses e discursos nervosos, não pode durar muito tempo.
Um governo desinteressado no palanque das minorias
E mais um contexto masculinizado, 
Pode levar ao conflito direto e a uma reação
Da opinião reprimida e acuada,
Que resultará em um tempo muito mais violento
E menos hipócrita e demagogo.

A poesia imparcialista colocou como marco inicial
A chegada de um presidente negro nos Estados Unidos
E de mulheres presidentes em alguns países.
A saída de Barack Obama do Poder em 2017
E a queda da primeira mulher presidente da República do Brasil em 2016
Marcou o fim do contexto retratado pelo Movimento Literário Imparcialismo.

A poesia imparcialista deixou em 2016,
O  submundo e o inferno de retratar a modernidade,
Para elevar à poesia imparcialista
A espiritualidade do Caminho da Unidade.

J.Nunes    18-01-2017




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores

Seguidores Blog Cidade de Marília

HORÁRIOS DE ÔNIBUS - MARÍLIA

HORÁRIOS DE ÔNIBUS - MARÍLIA
ÔNIBUS