Buscar

FEAPAES-SP MEDIA TRATATIVAS ENTRE APAES E GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO

A FEAPAES-SP existe para assessorar e promover as APAES do estado, por esta razão, vem tomando a frente perante os poderes, mediando às relações, a fim de representar e brigar pelos direitos e benefícios cabíveis a cada sede filiada. Levantar a bandeira da inclusão e garantir recursos para aprimorar as APAES é dever que a Federação assume com objetividade, pois é para isto que existimos.

Após várias mediações de diálogos entre as APAES e as secretárias do estado, muito já foi alcançado, e 258 destas, já são conveniadas junto ao estado, o que diz respeito a benefícios para mais de 20 mil usuários com deficiência intelectual e autismo. Foram mais de 20 reuniões com o governo do estado, de 2015 ao presente ano (2016).  No dia 1 de novembro de 2016, terça-feira, a Federação promoveu uma Reunião Extraordinária da Diretoria Executiva, Conselho de Administração e Conselho Fiscal onde Eduardo Mosna, assessor do Secretário da Educação, Dr. José Renato Nalini, se fez presente. Na reunião, as partes fizeram um apanhado de todas as articulações e pedidos de melhoria da parceria, acordando alguns pontos cruciais como a dispensa do chamamento público para o próximo ano, mantendo o modelo já adotado.

Ficou estabelecido que a Federação irá receber informações da S.E.E sobre o Convênio até 10 de novembro e que o plano de trabalho será elaborado pela SEE com a participação da FEAPAES-SP. Por esta razão, a presidente Cristiany de Castro, gravou um vídeo falando sobre o assunto, e convocando as APAES, para estar com a federação dia 10, quando boa parte das trativas serão discutidas

Ontem, dia 07/11 de 2016 a APAE de Penápolis, participou de uma Sessão da Câmara de Vereadores da cidade para tornar público o tema. A APAE divulgou o vídeo onde a presidente da Federação explica a situação, e usou a tribuna para convidar os senhores vereadores para estar junto a Federação na luta pelos direitos das pessoas com deficiência. 



Cadastrada em:
 08/11/2016 16:11:08Fonte: Assessoria de Imprensa FEAPAES-SP

Um comentário:

  1. O governo se faz de cego, o que chama de inclusão é demagogia, hipocrisia e cinismo, que podemos chamar de economia de dinheiro público.Para fazer "economia" O GOVERNO abandona prioridades para a sociedade, os pais e os profissionais de educação de todo o Brasil, como é o caso das APAEs, Enquanto isso há gastos abusivos e supérfluo de dinheiro público. Um exemplo são os incentivos milionários aos artistas e eventos que não precisam, e nem deveriam usar dinheiro público para fazer o que chamam "arte" e que nada acrescenta a sociedade.
    O que o governo está chamando de inclusão é um depósito de alunos abandonados e ignorados.O que o governo chama de inclusão é colocar alunos com capacidades e deficiências variadas em uma sala de aula com apenas um profissional. Para um professor, essa situação é impossível, fisicamente e intelectualmente.

    ResponderExcluir

Seguidores

Seguidores Blog Cidade de Marília

HORÁRIOS DE ÔNIBUS - MARÍLIA

HORÁRIOS DE ÔNIBUS - MARÍLIA
ÔNIBUS