Buscar

Um agente penitenciário foi morto na noite desta terça-feira (4), durante uma rebelião na Fundação Casa de Marília

Resultado de imagem para FUNDAÇÃO CASA MARILIA

Resultado de imagem para FUNDAÇÃO CASA MARILIA Agente é morto em rebelião na Fundação Casa de Marília (SP)



Wagner Carvalho
Colaboração para UOL, em Bauru
Um agente penitenciário foi morto na noite desta terça-feira (4), durante uma rebelião na Fundação Casa de Marília, a 447 km de São Paulo. De acordo com informações do delegado Valdir Tramontini, responsável pela Delegacia de Investigações Gerais (DIG), a vítima foi identificada apenas por Francisco, conhecido como "Chiquinho".
Segundo Tramontini, ele foi dominado por três internos e teve o pescoço transfixado por um cabo de vassoura por um quarto adolescente, de 17 anos. Os quatro responsáveis pelo crime já foram identificados.
Outros dois agentes também foram feridos, um deles agredido com uma caneta em um dos ouvidos. De acordo com a polícia, 18 menores infratores estão foragidos. Três membros de uma igreja evangélica que estavam no local também foram feitos reféns. A situação na unidade foi controlada e os internos que não conseguiram fugir foram reunidos no pátio durante a revista policial na unidade.
A rebelião teve início por volta das 21h e controlada pela Polícia Militar cerca de duas horas depois. A unidade da Fundação Casa em Marília fica às margens da rodovia Rachid Rays (SP-333).  Ainda não está claro como foi a ação dos menores dentro da unidade e o motivo do motim. Dois dos responsáveis pela morte do agente já foram recapturados.
Policiais militares de toda as cidades da região foram mobilizados para a busca dos fugitivos, com o uso inclusive do helicóptero Águia de Bauru.
Em nota, a Fundação Casa lamentou a morte do agente socioeducativo durante a rebelião. Confira abaixo a íntegra do comunicado:
"A Fundação CASA lamenta profundamente a morte de um agente socioeducativo na noite desta terça-feira (4 de outubro) no CASA Marília. A instituição irá prestar total apoio e solidariedade à família do servidor.

A Corregedoria Geral da Fundação CASA vai instaurar sindicância para apurar as circunstâncias em que ocorreram a morte do agente socioeducativo e a fuga de 18 adolescentes do local.

A Polícia Civil também vai investigar a morte do servidor. A Polícia Militar foi acionada e faz buscas na região. Até o momento, nenhum dos jovens foi recapturado.

Durante a fuga, cinco funcionários e outras três pessoas, membros de uma igreja parceira da instituição, foram feitos reféns. Desses, dois servidores sofreram ferimentos leves.

Os jovens envolvidos na fuga que permaneceram no centro e os que forem recapturados passarão por uma Comissão de Avaliação Disciplinar (CAD), que vai determinar as possíveis sanções. O Judiciário e os familiares dos jovens serão informados da ocorrência
"

FONTE:FONTE: http://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2016/10/05/agente-e-morto-em-rebeliao-na-fundacao-casa-de-marilia-sp.htm

HORÁRIOS DE ÔNIBUS - MARÍLIA

HORÁRIOS DE ÔNIBUS - MARÍLIA
ÔNIBUS