Buscar

Professores da rede municipal de educação de Porto Grande não receberam o salário referente ao mês de setembro.

fonte: G1

20/10/2016 11h40 - Atualizado em 20/10/2016 11h40

Professores de Porto Grande param atividades por atraso de salários

Segundo a categoria, o movimento deve ocorrer até a sexta-feira (21).
Prefeitura diz que previsão é de que pagamento seja feito no dia 30.

Professores da rede municipal de educação de Porto Grande, a 102 quilômetros de Macapá, iniciaram na quarta-feira (19) uma paralisação das atividades. Eles dizem que não receberam o salário referente ao mês de setembro. Segundo a categoria, o movimento deve ocorrer até a sexta-feira (21).
De acordo com o Sindicato dos Servidores Públicos em Educação do Amapá (Sinsepeap), a prefeitura informou que a previsão é de que o pagamento seja efetuado no dia 30 de outubro. Os educadores também reclamam de que a gestão municipal não cumpriu com um acordo firmado com a categoria, que diz respeito a pagamento de gratificações.
O prefeito de Porto Grande, Antônio Souza, confirmou que o pagamento será feito no dia 30 de outubro e completou que, por causa da atual situação econômica do município, é inviável manter os salários em dia e pagar o reajuste para toda a classe."Eles reivindicam que o piso nacional salarial seja pago pela prefeitura, juntamente com as gratificações que foram retiradas em 2014, mas que em uma reunião ficou acordado que a prefeitura retornaria com esse pagamento. O que, segundo os professores, não foi cumprido, e isso prejudica os servidores", disse o presidente do sindicato, Aroldo Rabelo.
"Infelizmente, estamos com problemas para manter o pagamento em dia por falta de recursos. Mas já tivemos outras reuniões com os professores e informamos que somente dá para pagar nessa data. Buscamos outras alternativas para que os servidores não fiquem sem receber", ressaltou.
O Sinsepeap completa que a categoria solicitou uma nova reunião com a prefeitura de Porto Grande e, caso não ocorra um acordo, pode deliberar greve. O prefeito informou que receberá uma equipe de negociação, após a formalização da solicitação, e garantiu que está aberto ao diálogo com os servidores para que a situação possa ser revolvida o mais breve possível.
Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o VC no G1 AP ou por Whatsapp, nos números (96) 99178-9663 e 99115-6081.

Blogs

HORÁRIOS DE ÔNIBUS - MARÍLIA

HORÁRIOS DE ÔNIBUS - MARÍLIA
ÔNIBUS