Uma crise “sem precedentes” ameaça atingir a indústria brasileira de carne bovina

Resultado de imagem para carne e crise
Uma crise “sem precedentes” ameaça atingir a indústria brasileira de carne bovina, de acordo com a Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo). A associação avalia que a crise conjuga três fatores que não costumam andar juntos: retração do consumo interno de carne bovina, “difícil crescimento” das exportações e apreciação do real.
“Está muito próxima a situação de fechamento de unidades e desemprego, algo que não imaginamos que pudesse vir a ocorrer tão cedo”, advertiu o presidente da Abrafrigo, Péricles Salazar, em nota.
De acordo com a Abrafrigo, a queda do consumo de carne bovina no Brasil é o principal fator da crise que pode atingir o segmento. Citando dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a associação lembrou que o consumo per capita de carne bovina no Brasil já foi de cerca de 40 quilos por ano, mas agora está em 32 quilos por ano. Além disso, a tendência é que o consumo se reduza ainda mais devido à queda da renda no país.
O “difícil crescimento” das exportações de carne bovina é outro fator apontado pela Abrafrigo. De acordo com a associação, a queda dos preços do petróleo afetou a demanda de clientes relevantes como Rússia e Venezuela pela carne bovina do Brasil.
Mas a valorização do real perante o dólar também vem reduzindo a rentabilidade das exportações.
Fonte: Valor Econômico, resumida e adaptada pela Equipe BeefPoint.

Postagens mais visitadas deste blog

ATRIBUIÇÃO 2017 - ENTREGA DE DOCUMENTOS DE ESCOLARIDADE - MARÍLIA