Trinta pessoas foram feitas reféns em assalto a agência bancária, diz polícia

21/07/2016 20h01 - Atualizado em 21/07/2016 20h02

Trinta pessoas foram feitas reféns em assalto a agência bancária, diz polícia

Criminosos levaram dinheiro e imagens das câmeras de segurança.
Sete homens armados, inclusive com fuzil, participaram da ação em Gália.

Do G1 Bauru e Marília
Trinta pessoas foram feitas reféns em um assalto a uma agência bancária no centro de Gália(SP), nesta quinta-feira (21), informou a polícia. De acordo com as informações da Polícia Militar, sete homens fortemente armados, inclusive com fuzil, participaram da ação. A assessoria de imprensa do Banco Bradesco informou que não irá se pronunciar sobre o caso.
Os criminosos ficaram pelo menos uma hora e meia dentro da agência aguardando a abertura programada do cofre e, a medida que os clientes entravam, eles eram rendidos, além dos funcionários.
Ainda conforme a polícia, o grupo não teve dificuldade pra entrar na agência, que não tem porta giratória. Do lado de fora, parte da quadrilha ficou monitorando a movimentação da polícia. "As informações que a gente tem é que eles conversavam com alguém do lado de fora que estava monitorando a viatura da polícia para saber onde estava, se estava chegando na agência, para poder agir livremente", diz o delegado seccional de Marília Wilson Carlos Frazão.
Um homem que chegou ao banco no momento do assalto também foi surpreendido. Ele prefere não se identificar, mas conta que os criminosos disseram que ninguém se machucaria.  "Entrei na agência, puxei a senha para sacar o dinheiro. Estava esperando a vez, eu estava olhando meus documentos e vi todo mundo com a mão na cabeça, aí fiquei quieto. Ele chegou e disse: você fica quieto porque a gente quer roubar o governo e não você. Não vai acontecer nada com você."
Trinta pessoas foram feitas reféns em assalto (Foto: Reprodução / TV TEM)Trinta pessoas foram feitas reféns em assalto
(Foto: Reprodução / TV TEM)
Os assaltantes fugiram em dois carros importados. Além do dinheiro, eles levaram as imagens do circuito de segurança do banco. Durante a tarde, os policiais procuraram câmeras nas lojas do comércio, mas nenhuma gravou a movimentação. O helicóptero Águia, da PM, foi acionado para auxiliar nas buscas, mas ninguém foi localizado. Não há informações sobre o valor levado pelos criminosos.
Nesse ano, esse foi o primeiro caso de roubo a banco registrado na região da Delegacia Seccional de Marília, segundo o delegado seccional. "Quadrilhas altamente especializadas, com divisão de tarefas, fortemente armadas, entram nas agências das cidades pequenas, onde não possui porta giratória, sistema de segurança bancário é deficiente, acabam praticando esses roubos. Obviamente, nós temos um relatório de inteligência para tentar levantar os autores desse tipo de crime em todo o estado e tentar fazer uma ligação e identificar exatamente esses que praticaram o roubo em Gália", explica Frazão.
Helicóptero Águia fez buscas para localizar os criminosos (Foto: Reprodução / TV TEM)Helicóptero Águia fez buscas para localizar os criminosos (Foto: Reprodução / TV TEM)Fonte:http://g1.globo.com/sp/bauru-marilia/noticia/2016/07/trinta-pessoas-foram-feitas-refens-em-assalto-agencia-bancaria-diz-policia.html?utm_source=facebook&utm_medium=share-bar-desktop&utm_campaign=share-bar

Postagens mais visitadas deste blog

ATRIBUIÇÃO 2017 - ENTREGA DE DOCUMENTOS DE ESCOLARIDADE - MARÍLIA