Buscar

Uma motorista foi multada após ser flagrada dirigindo a 211 quilômetros por hora na rodovia BR-153

Velocidade foi a mais alta registrada no estado de São Paulo (Foto: Polícia Rodoviária/Divulgação)
Uma motorista foi multada após ser flagrada dirigindo a 211 quilômetros por hora na rodovia BR-153, no trecho entre Marília (SP) a Ourinhos (SP). De acordo com a Polícia Militar Rodoviária, a velocidade foi a maior registrada em todo o Estado de São Paulo durante a operação realizada durante o feriado de Corpus Christi.
Ainda segundo informações da Polícia Rodoviária, a mulher dirigia um carro de luxo com placas deSanta Cruz do Rio Pardo (SP) no trecho em que a velocidade máxima permitida é de 100 quilômetros por hora. Pelo menos duas crianças eram passageiras do veículo.
Segundo um balanço divulgado pela polícia, 468 multas por excesso de velocidade foram aplicadas durante as fiscalizações no feriado prolongado na região.
fonte:http://g1.globo.com/sp/bauru-marilia/noticia/2016/05/motorista-e-multada-apos-ser-flagrada-dirigindo-211-kmh-em-rodovia-de-sp.html

Funcionários da Universidade Estadual Paulista (Unesp) de Marília(SP) entraram em greve nesta segunda-feira (30)

Funcionários da Universidade Estadual Paulista (Unesp) de Marília(SP) entraram em greve nesta segunda-feira (30), contra a proposta de reajuste salarial do Estado oferecida aos servidores que foi de 3%, segundo o Sindicato dos Trabalhadores da Unesp (Sintunesp).  Os alunos da universidade também estão em greve e aproximadamente 100 grevistas ocupam o prédio de atividades didáticas, segundo os estudantes.
A greve dos alunos foi decidida em assembleia na última terça-feira (24). As reivindicações são a permanência estudantil, democratização da universidade, contra repressão, pautas especificas dos cursos e outras pautas gerais.
Em nota, a Unesp informou em relação a reivindicações de estudantes que a universidade está aberta ao diálogo e vem recebendo as pautas de reivindicação quando apresentadas e as conduz em suas instâncias administrativas na unidade e na Reitoria. Os tópicos são avaliados dentro do planejamento da instituição na área de Permanência Estudantil e das condições orçamentário-financeiras da instituição.
Sobre a reivindicação dos alunos de sua participação nos órgãos colegiados da instituição, a Unesp informa que o canal permanece aberto para que isso ocorra, mas os alunos não demonstraram até agora capacidade de organização e mecanismos de representatividade internos que permitam essa participação.

Concurso para preencher vagas já foi aberto (Foto: Reprodução / TV TEM)Outras cidades

Funcionários da Unesp de Botucatu também estão em greve desde terça-feira (24).Aproximadamente 40 servidores da Universidade do Estado de São Paulo (USP) de Bauru também paralisaram atividades, segundo o sindicado de servidores da USP.  As reivindicações são 10% de reajuste, mais 3% de perdas (referentes aos reajustes retroativos dos últimos anos que não foram concedidos), mais aumentos nos vales que estão congelados desde 2013.
Faculdade em Botucatu está em greve
(Foto: Reprodução / TV TEM)
O Conselho de Reitores das Universidades Estaduais Paulistas (Cruesp) se reuniu, no dia 16 de maio, com o Fórum das Seis, composto pelo Centro Paula Souza, USP, Unesp e Unicamp, e apresentou a proposta de reajuste salarial de 3% aos servidores da USP, Unesp e Unicamp e não houve menção ao vale-alimentação.
A proposta do Cruesp para o Fórum das 6, foi um reajuste total de 3%. O Fórum busca chegar a um acordo com os reitores sobre a questão salarial. A proposta é que tenham um reajuste da remuneração de acordo com a inflação pelo Dieese, mais 3% - o que daria cerca de 12,84%.
Uma nova reunião entre o Cruesp e o Fórum das 6 foi realizada nesta segunda-feira (30). O Cruesp manteve a proposta de reajuste de 3% sobre o salário de maio. No caso da Unesp, a instituição se compromete a conceder esse reajuste assim que as sua condições orçamentárias e financeiras permitirem. Ficou acordado ainda o futuro agendamento de reuniões técnicas para acompanhar a situação financeira das universidades públicas paulistas.

A Polícia Ambiental de Marília (SP) apreendeu 49 pássaros nativos de diferentes espécies na cidade.

A Polícia Ambiental de Marília (SP) apreendeu 49 pássaros nativos de diferentes espécies na cidade. As denúncias foram realizadas e constatadas entre os dias 25 e 29 de maio.
Segundo a polícia, foi constatada adulterações nas anilhas das aves para enganar a fiscalização, mediante fraude, e pássaros em cativeiro sem anilhas de identificação, em desacordo com a autorização do órgão ambiental competente, o Ibama.
Os policiais militares ambientais lavraram seis autos de infração ambiental, totalizando o valor de R$ 88.700 por fraudar anilha e ter em cativeiro sem autorização do Ibama. As aves foram apreendidas e recolhidas para futura reintrodução na natureza.
Os infratores poderão responder pelo crime ambiental de ter pássaro silvestre em cativeiro, cuja pena é de detenção de seis meses a um ano e multa, e o crime de adulteração de anilha, cuja pena é reclusão, de dois a seis anos, e multa.
fonte:http://g1.globo.com/sp/bauru-marilia/noticia/2016/05/policia-ambiental-de-marilia-apreende-49-passaros-nativos.html

Basquete Bauru em Marília

O Paschoalotto/Bauru quer se sentir em casa no primeiro jogo da final do Novo Basquete Brasil (NBB) 2015/16, mesmo não atuando no Ginásio Panela de Pressão. A exemplo da temporada passada, o adversário na decisão é o Flamengo, que em 2015 acabou levando a melhor e sendo campeão.

Desta vez, Bauru quer um desfecho diferente e, nessa quarta-feira (18) à noite, começou a treinar no Ginásio Neusa Galetti, que vai receber o jogo 1 da final e, se necessário, o jogo 4. Os jogos 2, 3 e 5 (se necessário) serão na Arena Carioca 2, no Rio de Janeiro, local que será usado nos Jogos Olímpicos deste ano.

Na temporada passada, Bauru fez apenas um treino em Marília, e logo após a classificação na semifinal deste ano, o ala Alex Garcia pediu que a diretoria conseguisse mais treinos no ginásio da decisão. Desde essa quarta-feira (18), o Dragão já treina na cidade vizinha (distante 100 km de Bauru). Nesta quinta (19) e sexta-feira (20), o técnico Demétrius Ferracciú comanda mais dois trabalhos no local, com o jogo no sábado, às 14h10.

“Claro que a gente gostaria de jogar na Panela de Pressão, é onde estamos acostumados. É onde mandamos os jogos o ano inteiro, onde nos sentimos em casa. Mas vamos procurar fazer de Marília nossa casa também, buscando um bom resultado no primeiro jogo”, relata o pivô Rafel Hettsheimeir.

O técnico Demétrius acredita que três dias é um tempo bom para adaptar o time ao ginásio mariliense. “É um período em que dá para a gente trabalhar bem e ir acostumando os jogadores a uma quadra diferente, pegando as referências. E tenho certeza que a torcida bauruense estará em grande número no sábado, nos apoiando como em todo o restante da temporada”, afirma o treinador.

5 jogos

Nas três primeiras edições do NBB, a final era realizada em cinco jogos. Depois, entre 2012 e 2014, foram três edições com decisão em partida única, e no ano passado um formato intermediário, com melhor de três jogos. Nesta temporada, a Liga Nacional de Basquete (LNB) definiu pelo retorno do sistema de cinco partidas. “Eu acho que isso deixa a final mais justa. Jogo único você corre o risco de estar em um dia ruim, por exemplo. Em cinco partidas o time é obrigado a vencer pelo menos três vezes, então o time que é campeão realmente foi superior na série toda”, aponta.

Os jogos 1, 3, 4 e 5 serão aos sábados, às 14h10, para que haja transmissão ao vivo pela TV aberta (Rede TV). Já o jogo 2 será na próxima quinta-feira (26), feriado de Corpus Christi, às 18h, apenas na TV a cabo (SporTV), que também vai exibir os demais duelos.

6.º homem

A LNB divulgou ontem os candidatos a sexto homem do NBB: Humberto (Pinheiros), Jimmy (Mogi) e Marcelinho Machado (Flamengo). O ala Léo Meindl, do Paschoalotto/Bauru, foi citado, mas não chegou entre os três finalistas. Outros prêmios individuais e coletivos ainda serão definidos até o final do NBB: Destaque Jovem, Jogador que Mais Evoluiu, Melhor Defensor, Sexto Homem, Melhor Atleta Estrangeiro, Melhor Técnico (Troféu Ary Vidal), MVP (Jogador Mais Valioso) e Quinteto Ideal (Armador, Ala/armador, Ala, Ala/pivô e Pivô).

Ingressos

A diretoria do Bauru Basket inicia hoje a venda de ingressos em pontos físicos para o primeiro jogo da final. Em Bauru, os bilhetes serão comercializados na Loja Claro da avenida Getúlio Vargas, 8-88, e em Marília nas Lojas Claro da rua 9 de Julho e do Marília Shopping. Na internet, a venda começou ontem, pelo site http://www.baurubasket.com.br, e de acordo com a assessoria de imprensa do Dragão, foi considerada boa – quase mil bilhetes comercializados até o fim do dia. O Ginásio Neusa Galetti comporta sete mil pessoas.

Os preços dos ingressos são os mesmos do restante da temporada: R$ 30,00 (arquibancada), R$ 15,00 (meia-entrada), R$ 100,00 (cadeira de quadra) e R$ 50,00 (meia-entrada para cadeira de quadra). Quem é sócio-torcedor não precisa adquirir ou fazer qualquer tipo de troca por bilhete, basta ir com a carteirinha diretamente ao ginásio em Marília no dia do jogo.

‘Time-out’

Na Nota Oficial 66 da temporada 2015/16, a Liga Nacional inseriu uma novidade para a final, que é o “Media Time-Out”, com o intuito de dar mais visibilidade aos patrocinadores do NBB, especialmente na televisão. No primeiro e no terceiro período de todos os jogos finais, o primeiro pedido de tempo técnico vai durar 100 segundos (1 minuto e 40 segundos, portanto), em detrimento dos 60 segundos (1 minuto) dos demais pedidos.

A nota diz ainda que “se um técnico solicitar um tempo antes dos 5 minutos do 1º e 3º períodos esse tempo debitado terá 100 segundos de duração (Media Time-Out) e também contará como tempo debitado à equipe que o solicitou. Caso nenhum dos dois técnicos peça tempo antes dos 5 minutos do 1º e 3º quartos, o jogo será interrompido na primeira bola morta após os 5 minutos e será dado o Media Time-Out com 100 segundos de duração. Nesse caso, não será debitado tempo para nenhuma das equipes e ambas permanecem com todos os tempos que ainda têm disponíveis pela regra”, diz o texto da Nota Oficial da LNB.

FONTE:http://www.jcnet.com.br/Esportes/2016/05/bauru-basket-comeca-treino-forte-em-marilia.html

Em Marília, a zona oeste foi a mais violenta do mês de abril neste ano de 2016.

ALCYR NETTO
Mesmo sendo a terceira região, em números estimados de moradores em Marília, a zona oeste foi a mais violenta do mês de abril neste ano de 2016. Com um homicídio, três mortes no trânsito e muitos crimes contra o patrimônio, a área liderou as estatísticas da criminalidade, conforme dados divulgados pela Secretaria da Segurança Pública (SSP) do Estado de São Paulo.
De acordo com os números, foram três mortes no trânsito na região durante o mês de abril, superando todas as demais áreas de Marília, que não registraram mortes. A zona oeste também liderou o ranking de roubos. Foram 12 casos durante todo o quarto mês do ano, contra 10 da zona norte, seis da zona leste, cinco da área central e apenas quatro na zona sul mariliense.
Em abril foram apenas dois roubos de veículos, justamente ocorridos na zona oeste de Marília. A maioria dos furtos também ocorreu nesta região da cidade, com 56 ocorrências. Logo em seguida aparece a zona norte, com 55 crimes; zona sul, com 34 casos; área central, com 32 delitos; e zona leste, com 31 ocorrências. 
A zona norte liderou os furtos de veículos, com oito crimes. Em segundo lugar ficou o centro com quatro ocorrências, seguido pelas outras regiões de Marília, com três casos em cada uma. Dois estupros foram registrados na zona norte em abril de 2016. A zona oeste, zona sul e zona leste tiveram um crime. Apenas o centro não apresentou nenhuma ocorrência de violência sexual.
A região mariliense com mais homicídios foi a zona sul, com duas mortes. Zona oeste e zona norte aparecem logo atrás, com um caso em cada uma. O centro e a região leste não apresentaram assassinatos em abril deste ano. 

FONTE:http://www.diariodemarilia.com.br/noticia/146105/zona-oeste-e-a-mais-violenta-de-marilia-diz-relatorio-da-ssp

Volumes de chuva de 50 a quase 60 mm na região de Marília

Granizada forma tapete branco no interior de SP

30/05/2016 às 17:34 
por Josélia Pegorim 
Fortes áreas de instabilidade se espalharam sobre São Paulo na madrugada e manhã desta segunda-feira provocando chuva forte em várias localidades do interior, na Grande São Paulo e pelo litoral. Do início da madrugada até por volta das 17 horas, o Cemaden (Centro Nacional de Monitoramento e Desastres Naturais), registrou volumes de chuva de 50 a quase 60 mm na região de Marília, até 40 mm em Bauru. Já o Instituto Nacional de Meteorologia registrou cerca de 39 mm em Rancharia, 27 mm em Barra Bonita , 25 mm em Ourinhos e 38 mm na região de Presidente Prudente.
Além da chuva forte, estas áreas de instabilidade produziram impressionantes e belas imagens das nuvens de chuva e também impressionante chuva de granizo na região de Penápolis, no oeste do estado. A quantidade de granizo foi tão grande que as pedras de gelo formaram um tapete branco na estrada fazendo muita gente parar par ver o que tinha acontecido.
A chuva desta segunda-feira foi só o começo de uma semana muito instável em São Paulo, com risco de novos temporais, raios, trovões e granizo.
Confira algumas imagens da chuva em São Paulo
 O temporal de granizo em Penápolis ocorreu no final da manhã desta segunda-feira, 30 de maio. 

http://www.climatempo.com.br/noticia/2016/05/30/granizada-forma-tapete-branco-no-interior-de-sp-3394

As rodovias da região de Marília (SP) registraram três acidentes na manhã desta segunda-feira (30). Em dois dos casos estava chovendo


As rodovias da região de Marília (SP) registraram três acidentes na manhã desta segunda-feira (30). Em dois dos casos estava chovendo.
Carro caiu em uma ribanceira de cerca de 5 metros  (Foto: Reprodução / TV TEM)O primeiro acidente ocorreu na Rodovia Rachid Rayes (SP-333), quando o motorista de uma caminhonete perdeu o controle do veículo e rodou na pista. Ele apresentou um corte na cabeça sem gravidade.
Pouco depois, outro caso foi registrado na Rodovia do Contorno. Um carro saiu da pista e caiu em uma ribanceira de aproximadamente cinco metros de altura. O motorista não se feriu. 

Já na Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros, próximo do distrito de Padre Nóbrega, um motorista perdeu o controle do veículo e derrubou o poste de um radar de fiscalização eletrônica. Ele não ficou ferido. Neste último caso ainda não chovia nolocal. A polícia vai investigar as causas do acidente.
fonte:http://www.jornalfloripa.com.br/noticia.php?id=11706110

A Polícia Rodoviária apreendeu celulares e pendrives comprados no Paraguai

Polícia apreende produtos sem nota fiscal em Assis

Produtos estavam no meio de carga de manteiga e fermento.
Motorista de 70 anos vai responder em liberdade por descaminho.

Do G1 Bauru e Marília
A Polícia Rodoviária apreendeu celulares e pendrives comprados no Paraguai sem nota fiscal na noite de sábado (28) na Rodovia Raposo Tavares, em Assis (SP). Os produtos estavam em 16 caixas de papelão colocadas no meio de uma carga de manteiga e fermento de um caminhão parado em uma fiscalização.
O motorista de 70 anos, morador na cidade de Medianeira(PR) foi levado para a Polícia Federal de Marília. Ele prestou depoimento e responderá na Justiça em liberdade por descaminho. A PF apreendeu os produtos e liberou a carga de manteiga e fermento.

Tráfico interestadual de drogas de dentro do Presídio de Segurança Máxima de Campo Grande.

A prisão de cinco pessoas na noite deste sábado (28), levou a polícia a identificar um detendo suspeito de comandar esquema de tráfico interestadual de drogas de dentro do Presídio de Segurança Máxima de Campo Grande. A logística chama atenção pelo fato de utilizar mulheres como atravessadoras para tentar driblar a fiscalização das forças de segurança.
A trama foi desenrolada depois que uma equipe do Tático do 9º Batalhão da Polícia Militar flagrou, durante vistoria de rotina a um ônibus da viação Motta que fazia o trajeto Campo Grande – Cuiabá (MT), Marília Belém Rocha, 19 anos, transportando em sua bagagem aproximadamente 7,6 quilos de maconha.
Questionada sobre a origem do entorpecente, a jovem disse que reside na cidade de Barra do Garças (MT) e teria sido contratada por uma mulher identificada inicialmente apenas como Fabrícia para fazer o transporte da droga pelo qual receberia a quantia de R$ 3 mil.
A jovem informou que não conhece a cidade e teria ido pegar o entorpecente no local indicado por Fabrícia, de táxi. Diante da informação, o militares contataram a central de táxi e conseguiram localizar o endereço onde Marília pegou a droga.
A equipe solicitou apoio do Bpchoque (Batalhão de Choque da Polícia Militar) e se deslocou até a Rua Lafaiete Câmara de Oliveira, no bairro Vespasiano Martins, onde se identificaram como proprietários João Carlos Gonçalves de Arruda, 33, e Adriana de Souza Mota, 29 anos.
Indagados sobre os fatos ambos informaram que só cederam a residência para que a droga fosse acondicionada, vindo a indicar o local onde a suposta dona do entorpecente, Fabrícia, morava. Os militares foram até a casa de Fabrícia onde encontraram mais dois tabletes de maconha e uma rolo de plástico filme (utilizado para embalar os entorpecentes) em uma mala.
A autora, identificada como Fabrícia Alexandra de Souza, 35, admitiu que utilizava a casa de João e Adriana para embalar a droga pois tinha medo de ser flagrada por seus familiares manuseando o entorpecente.
Fabrícia informou que teria recebido orientações, através de ligação telefônica em seu celular de um presidiário de alcunha 'Koró', que cumpre pena no Presídio de Segurança Máxima de Campo Grande, para pegar a droga no bairro Vida Nova que seria levada para o Mato Grosso. A mulher disse que receberia R$ 1,5 mil do presidiário quanto a droga chegasse em seu destino.
No celular de Fabrícia, a polícia encontrou várias fotos de entorpecentes e mensagens trocadas com presidiários negociando a compra e venda de drogas. Todos os envolvidos foram presos. A Polícia Civil investiga o caso.
Campo Grande News tentou contato por telefone com a Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário), mas até o fechamento desta matéria ninguém atendeu nem houve retorno.
FONTE:http://www.campograndenews.com.br/cidades/capital/prisao-de-atravessadores-expoe-esquema-de-trafico-comandado-por-detentos

A família do Miguel Piva, um menino de três anos, está mobilizando os internautas com uma campanha para doação de sangue.

Miguel pode receber todos os tipos de sangue (Foto: Reprodução / TV TEM)
A família do Miguel Piva, um menino de três anos, está mobilizando os internautas com uma campanha para doação de sangue. O menino faz tratamento contra a leucemia, no Hospital das Clínicas de Botucatu (SP) e alerta, por meio da campanha “Todos por Miguel”, a falta de sangue no hemocentro da unidade.

O hemocentro de Botucatu pode receber até 80 doações ao dia, mas o estoque de sangue está abaixo da média. Para aumentar o número de bolsas de sangue, grupos se reúnem para praticar a boa ação.
Estoques de sangue estão abaixo do esperado para esta época do ano (Foto: Reprodução/TV TEM)

No caso do Miguel, o tipo sanguíneo dele é o AB+. O menino pode receber doações de todos os tipos. Sandro de Freitas Machado, pai de Miguel, é um dos organizadores da campanha. Ele também alerta para a doação de plaquetas. “Quem é doador de sangue pode doar plaqueta. A gente está nessa campanha agora tentando conscientizar o povo a fazer doação e manter o banco abastecido. O pessoal pergunta se o Miguel está precisando hoje. Não, mas ele pode precisar a qualquer momento”, diz.

Família pede doação de sangue
(Foto: Reprodução/TV TEM)
Confira os endereços dos principais pontos na região:
Hemocentro Regional de Marília – Rua Lourival Freire, 240, no Jardim Fragata. Mais informações pelos telefones (14) 3402-1868 e 3402-1866.
Hemonúcleo de Bauru – Rua Monsenhor Claro, 888, no centro. O atendimento é de segunda à sexta-feira, das 7h às 11h30 e das 14h às 16h. Outros detalhes podem ser obtidos pelo telefone (14) 3104-3518.
Hospital Amaral Carvalho de Jaú – a Rua Dona Silvéria, 150 - Informações pelo telefone 14) 3602-1356.
Hemocentro de Botucatu – Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp / Faculdade de Medicina de Botucatu - Divisão de Hemocentro), no Distrito de Rubião Júnior, s/n. Outros detalhes pelo telefone (14) 3811-6041.
Hemonúcleo de Ourinhos  - Rua Joaquim de Azevedo 770, Vila Moraes. O atendimento é de segunda a sexta das 7h às 18h30. Sábados das 7h às 12h30. Informações pelo telefone (14) 3302-2245.
Hemonúcleo de Assis - Praça: Dr Symphronio Alves dos Santos s/n – Centro. O atendimento é de segunda a sábado, das 7 às 12 horas. Informações pelo telefone: (18) 3302-6023
Santa Casa de Tupã - Rua Manoel Ferreira Damião, 426. O atendimento é de segunda a sexta-feira das 7h30 às 12h. Informações pelo telefone: (14) 3404-5555. 
Veja aqui os endereços de outros hemocentros e hemonúcleos do interior de SP.
FONTE:http://g1.globo.com/sp/bauru-marilia/noticia/2016/05/familia-pede-doacao-de-sangue-menino-que-luta-contra-leucemia.html

O grupo “Esquadrilha da Fumaça” apresenta diversas demonstrações aéreas no sábado (28), a partir das 16h, em Marília (SP).

Resultado de imagem para esquadrilha da fumaça em marilia
Resultado de imagem para esquadrilha da fumaça em marilia
Resultado de imagem para esquadrilha da fumaça em marilia
Resultado de imagem para esquadrilha da fumaça em marilia
O grupo “Esquadrilha da Fumaça” apresenta diversas demonstrações aéreas no sábado (28), a partir das 16h, em Marília (SP).  A atividade é gratuita e aberta ao público no aeroporto da cidade. No local, haverá brinquedos infláveis e camas elásticas para a diversão das crianças, além da distribuição de pipoca e algodão doce.
Toda apresentação conta com sete pilotos em sete aeronaves. Cada posição de voo tem uma função específica, e as manobras são realizadas com números diferentes de aviões. As missões também podem contar com avião de apoio para o transporte de equipe e material. A demonstração tem duração de 35 minutos e apresenta cerca de 50 acrobacias.
A fumaça das aeronaves é ecologicamente correta.

História
A “Esquadrilha da Fumaça” nasceu da iniciativa de jovens instrutores de voo da antiga Escola de Aeronáutica, no Rio de Janeiro, que, em suas horas de folga, treinavam acrobacias em grupo, com o objetivo de mostrar aos cadetes a capacidade e segurança dos aviões, incutindo-lhes confiança e motivando-os para a pilotagem militar. Em 14 de maio de 1952, ocorreu a primeira demonstração oficial
.

Sobre empregos - Marília


MARCELO MORIYAMA
A oportunidade de um emprego na indústria com salários em torno de R$ 1.300,00, sem necessidade de experiência anterior, e com exigência mínima de ensino médio incompleto (mas em exercício), ofertada nesta semana pelas redes sociais da Internet, provocou uma aglomeração de mais de dois mil candidatos interessados, com filas de até quatro horas só para se entregar o currículo e fazer a primeira triagem de documentação e cadastro.
A seleção é para 80 vagas abertas no setor de produção da Marilan, para três turnos de trabalho, das 6h às 14h30, das 14h30 às 23h e das 23h às 6h. As psicólogas Priscila Rodrigues e Aline Carrijo, da agência de RH contratada para a seleção, a empresa RH Pottencial, disseram ter ficado impressionadas com o retorno do anúncio divulgado apenas nas redes sociais.
“A agência já aproveita as redes sociais para anunciar vagas e fazer o processo seletivo à distância, por e-mail, whatsapp e Facebook, mas precisávamos ampliar nosso banco de cadastro e resolvemos anunciar um atendimento presencial, já para triagem de checagem de documentação, mas a resposta foi demasiado grande e iremos agora nos restringir somente ao recebimento dos currículos e posterior triagem e agendamento de entrevistas”, contam as psicólogas.
O processo de seleção é apenas para efetivação e contratação a partir do final do mês de junho, para incremento da produção da indústria no segundo semestre. “Gostaríamos de acalmar a ansiedade dos candidatos e informar que haverá tempo hábil para todos os interessados enviarem seus currículos.” A agência estará recebendo até o dia 20 de junho. Basta colocar pessoalmente o documento na caixa de correios da agência ou enviar por e-mail, facebook ou no site da RH Potencial.
A grande procura, que provocou filas de três quadras e espera de até quatro horas para se entregar o currículo foi apontado pelos próprios candidatos como “algo raro” nos dias de hoje. Como a desempregada Verônica Cardoso, de 28 anos.
Casada, há oito meses que procura um emprego após desistir de um cargo no Supermercado Confiança para pode concluir os estudos do ensino médio. “Sai do emprego para melhorar minha qualificação profissional e não mais consegui voltar ao mercado. Além de muito pouca vaga ofertada, a disputa ficou mais acirrada, pois há muito mais concorrentes desempregados em busca dos cargos. Nunca fiquei tanto tempo sem emprego em minha vida e estou muito preocupada.”
Se para quem tem experiência está difícil, pior para os que tentam ingressar no mercado de trabalho. Como o jovem Lucas Soares, de 19 anos. “Quando vi a oportunidade no Facebook vim correndo pra cá tentar a chance. Estou há seis meses sem trabalho, depois que venceu meu contrato com a Legião Mirim. Lá foi minha porta de entrada, mas com essa crise, ninguém quer contratar gente sem experiência. Já esta vaga, em grande empresa, bom salário e benefícios, é minha grande chance pois não exigem a tal experiência.”
Quem não correu para garantir a entrega na frente dos currículos pode agora enviar por e-mail, pelo endereço recrutamento@rhpottencial.com.br, na caixa de correio física da agência, na Rua 24 de dezembro, 25, ou pelo Facebook RH Pottencial ou site rhpottencial.com.br

Blogs

Postagens mais visitadas

HORÁRIOS DE ÔNIBUS - MARÍLIA

HORÁRIOS DE ÔNIBUS - MARÍLIA
ÔNIBUS