Buscar

Chuvas persistem na região já provocaram a interdição de três rodovias

Carreta e caminhonte foram engolidos pela erosão nesta segunda-feira (Foto: Divulgação/Manoel Moreno/I7 Notícias) Erosão levou parte de estrada após forte chuva em Borá (Foto: Divulgação/Manoel Moreno/I7 Notícias)

FONTE: JORNAL DIÁRIO DE MARÍLIA

CARLOS RODRIGUES
As chuvas que persistem na região já provocaram a interdição de três rodovias (duas estaduais e uma vicinal) em municípios próximos a Assis e Tupã. A situação é monitorada pela Polícia Militar Rodoviária e Defesa Civil. Em Marília, foram registradas duas vistorias em residências da zona sul, devido a queda de muros. Não há confirmação de ninguém ferido na região.
De acordo com informações do coordenador da Defesa Civil em Marília, José Roberto Pereira Silva, até a tarde desta segunda foram dois incidentes. “Domingo estivemos naquela erosão perto da avenida João Ramalho. O muro de uma casa caiu. Também teve outra situação semelhante perto da (rua) Tomé de Souza”, disse.
Em ambos os casos, não houve impacto nas casas. Os proprietários foram orientados e os locais de risco isolados. “Esse tipo de situação costuma ocorrer quando chove muito. A população precisa ficar em alerta. Vamos ter pelo menos mais uns dois dias com chuva, de moderadas a fortes”, afirma Silva.
RODOVIAS - No quilômetro 12 da rodovia Miguel Gantus (SP-383), rodovia que liga os municípios de Herculândia e Queiroz, a chuva provocou o aumento de uma erosão. A cabeceira de uma ponte e parte da pista foram danificadas.
A interdição atinge os dois sentidos e os motoristas que seguem para Queiroz precisam desviar por Pompéia (acesso pelo km 480 da SP-294 – Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros).
Na região de Tupã, entre o distrito de Varpa e o município de Borá, uma cratera se abriu e parte da estrada vicinal foi levada pela água. O buraco “engoliu” uma caminhonete por volta das 06h30.
Em seguida, motorista de um caminhão carregado com milho parou próximo ao local e o veículo também acabou no fundo da megaerosão. Os condutores conseguiram sair rapidamente e escaparam ilesos.
O buraco tem cerca de 50 metros de extensão e pelo menos oito metros de profundidade. O acidente aconteceu próximo a uma usina de cana-de-açúcar e segundo a Polícia Militar Rodoviária, a responsabilidade pelo trecho é da Prefeitura local.
Entre Paraguaçu Paulista e Assis, SP-294 (rodovia Manilio Gobbi), uma tubulação de água pluvial que passa sob a pista se rompeu. Parte do acostamento e de uma das faixas foi levada para erosão.
A outra pista também está comprometida, já que o trecho da estrada ficou “oco” e ainda pode desabar. A Polícia Militar Rodoviária interditou os dois sentidos e o desvio está sendo feito pela rodovia Raposo Tavares (SP-270), até Maracaí.
Além do tráfego entre Assis e Paraguaçu, com acessos para a região de Tupã e Alta Paulista, a estrada também é muito utilizada por motoristas que trafegam de Assis para Presidente Prudente e utilizam o trecho para evitar o pedágio na Raposo Tavares.

Arquivo do blog

NOTÍCIAS

HORÁRIOS DE ÔNIBUS - MARÍLIA

HORÁRIOS DE ÔNIBUS - MARÍLIA
ÔNIBUS