Buscar

Dilma Rousseff oficializou medida provisória que obriga os clubes a honrarem suas dívidas com a União.


Dilma vê Brasil “exportador de artistas” e lembra 7 a 1 ao aprovar medida

Brasília (DF)
Em cerimônia realizada na manhã desta quinta-feira, no Palácio do Planalto, a presidenta Dilma Rousseff oficializou medida provisória que obriga os clubes a honrarem suas dívidas com a União. Pouco depois de assinar o documento, ela lembrou o vexame da Seleção Brasileira na Copa do Mundo e projetou o País como “exportador de espetáculos”.
“Nos últimos tempos isso (posto de país do futebol) tem isso tem sido colocado em xeque. Não só pelo placar da semifinal contra a Alemanha, que ficará para sempre gravado em nossa memória. Mas principalmente pela administração de nosso futebol, que resulta em alto nível de endividamento”, discursa Dilma Rousseff.
O objetivo da medida provisória aprovada pela presidente é tornar saudável a gestão dos clubes. A presidenta busca diminuir a vulnerabilidade financeira dos clubes para assim melhorar a qualidade do esporte. “O futebol brasileiro amarga uma de suas piores contradições: continuamos gerando grandes jogadores, mas infelizmente não conseguimos mantê-los”, entende.
“Somos um país berço de craques, mas palco de um futebol cujo nível esta aquém dos torcedores mais exigentes e também de nosso futebol. O Brasil exporta artistas, ao contrário dos países que exportam espetáculos”, compara Dilma. “O futuro de nosso futebol depende da aprovação dessa legislação”, conclui.
O Ministério do Esporte contabiliza cerca de R$ 4 bilhões em dívidas dos clubes com a União. Para sanar os débitos, cada time se compromete a cumprir uma série de obrigações. Se não cumpri-las, acaba rebaixado à divisão nacional inferior à que dispute na ocasião. Sancionada pela presidente, a medida provisória agora é submetida para ser aprovada do Congresso.

Seguidores

Seguidores Blog Cidade de Marília

HORÁRIOS DE ÔNIBUS - MARÍLIA

HORÁRIOS DE ÔNIBUS - MARÍLIA
ÔNIBUS