Cerca de 1500 Bolsistas de 32 universidades brasileiras, de 16 Estados, estão ameaçados de ter os seus pagamentos suspensos já nos próximos meses.

1.500 Bolsas de estudo podem ser suspensas no Brasil

Em nota, Fernando Luiz Pellegrini Pessoa* alerta sobre a suspensão de bolsas de estudo em programas estratégicos para o desenvolvimento do País 

Cerca de 1500 Bolsistas de 32 universidades brasileiras, de 16 Estados, estão ameaçados de ter os seus pagamentos suspensos já nos próximos meses. São bolsistas de graduação e de pós-graduação dos Programas de Recursos Humanos da ANP/MCTI da área de petróleo, gás e biocombustíveis, criados em 1999, premiados nacionalmente e internacionalmente, com mais de 80% de empregabilidade. Esta interrupção, além de causar a paralização das atividades de graduandos, mestres e doutores, gera um problema social imediato, já que muitos destes alunos dependem destas bolsas. Isto está ocorrendo porque não há, até o momento, qualquer previsão orçamentária do governo para estes Programas sustentarem os bolsistas atuais e as pesquisas tecnológicas de ponta que desenvolvem nesta área estratégica para o país.

* Fernando Luiz Pellegrini Pessoa é presidente do Comitê de Coordenadores dos Programa PRH's


Fonte: Jornal da Ciência

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Candidatos que ainda não fazem parte da rede poderão realizar, pela primeira vez, um cadastro online

Marília recebe Mostra de Teatro Infantil

XV Encontro de Canto Coral de Marília acontece no Teatro Municipal

ARMAS APREENDIDAS DENTRO DE ÔNIBUS EM MARÍLIA

Bruno Borges, apareceu depois quase 5 meses

O Instituto de Previdência do Município de Marília – IPREMM informa que efetuou o pagamento do saldo de sua folha de segurados, aposentados e pensionistas, previsto para o 5.º dia útil do mês de agosto.