Buscar

Sorteio Mega Sena da Virada: As seis dezenas foram

A Caixa Econômica Federal sorteou nesta quarta-feira (31) os números do concurso 1.665 para a Mega da Virada 2014, com prêmio de R$ 263.295.552,66, o maior da história das loterias do Brasil. O valor supera em quase R$ 40 milhões o do ano passado e quebra o recorde da Mega de 2012, que pagou R$ 244 milhões.
As seis dezenas foram: 01 - 05 - 11 - 16 - 20 - 56
Segundo a Caixa, foram realizadas neste ano mais de 348,4 milhões de apostas, com arrecadação total de R$ 871,3 milhões.
As apostas para o prêmio foram encerradas às 14h, em todas as casas lotéricas do país.
O concurso não vai acumular, pois se ninguém acertar os seis números sorteados, o dinheiro passa a ser dividido entre as apostas que tiverem acertado a quina, ou a quadra e assim por diante.
De acordo com a Caixa, a probabilidade de acerto da aposta simples, com seis números, é de uma em 50 milhões.

E se você ganhar a bolada?

Como o bilhete é ao portador, a orientação é que o apostador se identifique no verso do recibo assim que registrar a aposta. As informações necessárias são: nome completo, número do documento de identificação e CPF. Esta é uma garantia de que ninguém, além dele mesmo, possa retirar o prêmio.
O ganhador deve se apresentar em até 90 dias a partir da data do sorteio. Depois desse prazo, não será possível resgatar o valor, que será repassado ao FIES (Fundo de Financiamento Estudantil).

PREVISÕES PARA O ANO DE 2015 - ASTROLOGIA

2015, o ano de Marte!

Em 2014 aconteceu de tudo no mundo exterior: manifestações, copa, eleições e um ambiente em geral muito conturbado. Após um difícil ano de Júpiter, nos preparamos agora para ingressar na regência de Marte, o propulsor da ação. Chega o momento de trazermos a responsabilidade para nós mesmos e manifestar na prática aquilo que mais queremos construir.
O ano astrológico só terá início em 20 de março junto com o Equinócio de Outono, mas esse primeiro trimestre já serve para nos acostumar e preparar para o que vem por aí. Então o que importa é agir, atuar, criar novas condições de trabalho e de relacionamento, ou de qualquer coisa que esteja incomodando.
Marte é um guerreiro. Não faz perguntas, nem pede ajuda. Porém decide, vai e faz. Então chega de mil explicações para os outros e para si mesmo. Apenas é preciso reconhecer o impulso que vem de dentro e avaliar se faz sentido.
Certamente continuaremos vivendo num cenário muito agressivo. Marte propicia isso. Mas concentrando-se naquilo que considera a sua parte, você vai saber se encontrar na hora certa no lugar certo. 
Neste ano teremos eclipses no final de março, início de abril, final da primeira quinzena de setembro e final do mês de setembro. Esses períodos são bastante delicados, pois ocorrem mudanças sutis que podem redundar em crises.
Em meados de março a quadratura Urano-Plutão reaviva a necessidade de nos posicionarmos de forma diferente, valorizando mais a verdade interior do que a imagem social, a qual, cada vez mais, perderá credibilidade.
Em todos esses casos tente não ser muito reativa. Conte até dez sempre que puder e aproveite a experiência já adquirida.
Mas mantenha-se pró-ativa, de prontidão, buscando tomar a vida nas próprias mãos para realizar os propósitos superiores que tiver em mente.
Por outro lado, procure cultivar um estado mais reflexivo e evite assumir novos compromissos nos seguintes períodos: final de janeiro a meados de fevereiro, final de maio a meados de junho e final de setembro a meados de outubro.
Já o mês de agosto até o início de setembro será muito positivo para reconciliar-se com pessoas queridas, rever antigas amizades e quem sabe até reavivar amores do passado. Ou então concluí-los definitivamente. O que for melhor para você...

Consulte a previsão signo a signo:


Uma mulher foi morta nos Estados Unidos por um tiro disparado acidentalmente por seu filho de dois anos.

Uma mulher foi morta nos Estados Unidos por um tiro disparado acidentalmente por seu filho de dois anos. Ela estava em uma unidade da rede de supermercados Wal-Mart na cidade de Hayden, no Estado de Idaho, no noroeste americano. Segundo o xerife local, a mulher fazia compras acompanhada de diversas crianças. 
 Todos estavam nos fundos da loja, na parte de eletrônicos, quando o menino vasculhou a bolsa da mãe e encontrou a arma. Imagens feitas por câmeras de segurança ajudaram a polícia a determinar que o caso foi um acidente. Segundo autoridades, a mulher tinha autorização para portar armas. Sua identidade não foi relevada.

fonte:http://noticias.terra.com.br/mundo/estados-unidos/americana-e-morta-por-tiro-disparado-por-filho-de-2-anos,2f4023d347d9a410VgnCLD200000b2bf46d0RCRD.html

Mudanças nos benefícios previdenciários

O governo publicou em edição extra do "Diário Oficial da União" nesta terça-feira (30) as medidas provisórias (MP 664/2014 e MP 665/2014) que tornarão mais rigoroso o acesso da população a uma série de benefícios previdenciários, entre eles o seguro-desemprego e a pensão por morte. As medidas foram anunciadas na segunda (29) pelo ministro Aloízio Mercadante, da Casa Civil, e pelo futuro ministro do Planejamento, Nelson Barbosa. 
Por se tratarem de medidas provisórias, as novas regras tem validade imediata, mas ainda precisam ser confirmadas em votação no Congresso no intervalo de até 120 dias para não deixar de vigorar. No entanto, devido à necessidade de ajustes em sistemas de concessão de benefícios, haverá prazos distintos para o início de cada mudança. No caso das alterações no seguro-desemprego, por exemplo, as novas regras entram em vigor em 60 dias.
Conforme afirmou o ministro Mercadante durante o anúncio, as limitações à concessão dos programas servem para “corrigir excessos e evitar distorções”.Entre as mudanças definidas está a triplicação do período de trabalho exigido para que o trabalhador peça pela primeira vez o seguro-desemprego
Segundo Barbosa, a mudança va significar uma economia de R$ 18 bilhões por ano, a partir de 2015.
Pensão por morte
Os critérios para obter pensão por morte também ficarão mais rigorosos e o valor por beneficiário será reduzido. As novas regras não se aplicam a quem já recebe a pensão. O governo vai instituir um prazo de “carência” de 24 meses de contribuição do segurado para que o dependente obtenha os recursos.

Atualmente, não é exigido tempo mínimo de contribuição para que os dependentes tenham direito ao benefício, mas é necessário que, na data da morte, o segurado esteja contribuindo.
Será estabelecido ainda um prazo mínimo de 2 anos de casamento ou união estável para que o cônjuge obtenha o benefício. “Esse prazo é necessário e serve até para evitar casamentos oportunistas”, disse Mercadante. A atual legislação não estabelece prazo mínimo para a união.
O ministro anunciou também um novo cálculo que reduzirá o valor da pensão. “Teremos uma nova regra de cálculo do benefício, reduzindo do patamar de 100% do salário de benefício para 50% mais 10% por dependente até o limite de 100% e com o fim da reversão da cota individual de 10%”, disse Mercadante.
Pelas medidas provisórias editadas pela presidente Dilma Rousseff, deixará de ter direito a pensão o dependente condenado pela prática de crime que tenha resultado na morte do segurado. Atualmente, o direito de herança já é vetado a quem mata o segurado, mas não havia regra com relação à pensão por morte.
Outra mudança é a vitaliciedade do benefício. Cônjuges “jovens” não receberão mais pensão pelo resto da vida. Pelas novas regras, o valor será vitalício para pessoas com até 35 anos de expectativa de vida – atualmente quem tem 44 anos ou mais. A partir desse limite, a duração do benefício dependerá da expectativa de sobrevida.
Desse modo, o beneficiário que tiver entre 39 e 43 anos receberá pensão por 15 anos. Quem tiver idade entre 33 e 38 anos obterá o valor por 12 anos. O cônjuge com 28 a 32 anos terá pensão por nove anos. Quem tiver entre 22 e 27 anos receberá por seis anos. E o cônjuge com 21 anos ou menos receberá pensão por apenas três anos.
Abono salarial
Outro benefício que será limitado pelo governo é o abono salarial, que equivale a um salário mínimo vigente e é pago anualmente aos trabalhadores que recebem remuneração mensal de até dois salários mínimos. Atualmente o dinheiro é pago a quem tenha exercido atividade remunerada por, no mínimo, 30 dias consecutivos ou não, no ano.

Com a medida provisória que será publicada nesta terça-feira, só poderá obter o benefício o trabalhador que tenha exercido atividade por seis meses. “O benefício da forma como é hoje trata de forma igual quem trabalha 30 dias em um ano e quem trabalha o ano inteiro. Agora  a carência para receber o salário mínimo, em vez de um mês, passa a ser de seis meses”, explicou Mercadante.
Auxílio-doença
O governo também mudou as normas para concessão do auxílio-doença. Hoje o valor é pago pelo Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) ao trabalhador que ficar mais de 15 dias afastado das atividades.

Com a edição da MP, o prazo de afastamento para que a responsabilidade passe do empregador para o INSS será de 30 dias. Além disso, será estabelecido um teto para o valor do auxílio equivalente à média das últimas 12 contribuições.
Seguro-defeso
Outra alteração anunciada pelo governo diz respeito ao seguro-desemprego do pescador artesanal, o chamado seguro-defeso. Trata-se de um benefício de um salário mínimo para os pescadores que exercem atividade exclusiva e de forma artesanal. O valor é concedido nos períodos em que a pesca é proibida para permitir a reprodução da espécie.

A MP editada por Dilma veda o acúmulo de benefícios assistenciais e previdenciárias com o seguro-defeso. O pescador que recebe, por exemplo, auxílio-doença não poderá receber o valor equivalente ao seguro-defeso. Além disso, será instituída uma carência de 3 anos a partir do registro oficial como pescador, para que o valor seja concedido.
fonte:http://g1.globo.com/economia/noticia/2014/12/governo-publica-mps-que-alteraram-acesso-beneficios-previdenciarios.html

As autoridades da Indonésia confirmaram nesta quarta-feira (31) que encontraram o Airbus 320-200

fonte: Do G1, em São Paulo
As autoridades da Indonésia confirmaram nesta quarta-feira (31) que encontraram o Airbus 320-200 da AirAsia, desaparecido no último domingo (28) com 162 pessoas a bordo, no fundo do Mar de Java. Um navio que participa das operações de busca conseguiu determinar com precisão a localização da aeronave graças ao uso de um sonar, afirmou a Agência Nacional de Busca e Resgate da Indonésia (Basarnas).

O avião está a cerca de 3 quilômetros da região onde foram avistados na terça-feira (30) os destroços que permitiram confirmar o acidente com o voo QZ-8501 da companhia asiática. O Airbus estaria em um profundidade entre 30 e 50 metros. No entanto, as autoridades não informaram se a aeronave está intacta ou acabou se partindo com o impacto. Alguns veículos da imprensa local afirmam que o Airbus 320-200 está de cabeça para baixo, fato não confirmado pela Basarnas.
29/12 - arte airasia  (Foto: Arte/G1)
As equipes tentam também localizar e recuperar as caixas-pretas do avião para saber o que causou o acidente.

Até o momento, sete corpos foram resgatados. Segundo o chefe da Agência Nacional de Buscas e Resgate do país (Basarnas), Fransiskus Bambang Soelistyo, uma das vítimas localizadas era um comissário de bordo que ainda estava vestido com o uniforme da AirAsia. Uma das vítimas também estava usando um colete salva-vidas.
Os primeiros três corpos foram achados ainda na terça-feira (30). Eram duas mulheres e um homem.

Na terça-feira (30), um porta-voz da marinha indonésia chegou a informar que 40 corpos já haviam sido recuperados do mar. Ele afirmou posteriormente que se tratou de um mal entendido com sua equipe.

Especialistas em aviação acreditam que a fuselagem poderá ser facilmente encontrada por mergulhadores, já que a aeronave, provavelmente, só se desfez quando atingiu a água.
Cerca de 30 navios e 21 aviões de Indonésia, Austrália, Malásia, Cingapura, Coreia do Sul e Estados Unidos estão envolvidos nas buscas pelos destroços e vítimas. Um avião militar detectou uma “sombra” no fundo do oceano, que pode corresponder ao avião desaparecido.
As partes do avião estão no estreito de Karimata, que separa as ilhas de Bornéu e Belitung, próximo de uma base aérea que serviu como ponto de decolagem para os aviões que participam da operação internacional de busca e resgate.
Equipes carregam caixão com corpo de vítima da queda do avião da AirAsia nesta quarta-feira (31) em um hospital de Pangkalan Bun (Foto: AFP)Equipes carregam caixão com corpo de vítima da queda do avião da AirAsia nesta quarta-feira (31) em um hospital de Pangkalan Bun (Foto: AFP)
30/12 - Comandante indonésio apresenta objetos retirados do mar que pertenciam ao voo 8501 da AirAsia, como uma mala azul e o que parece ser um tanque de oxigênio, na base aérea de Pangkalan Bun (Foto: Dewi Nurcahyani/AP)30/12 - Comandante indonésio apresenta objetos retirados do mar que pertenciam ao voo 8501 da AirAsia, como uma mala azul e o que parece ser um tanque de oxigênio, na base aérea de Pangkalan Bun (Foto: Dewi Nurcahyani/AP)
Fotos de corpos flutuando no mar foram transmitidas pela televisão e parentes de passageiros reunidos em um centro de crise em Surabaya choravam com as mãos na cabeça. Segundo um repórter da Reuters, algumas pessoas entraram em colapso em meio ao choro e foram socorridas.
"Vocês têm de ser fortes", disse a prefeita de Surabaya, Tri Rismaharini, ao confortar familiares das vítimas. "Eles não são nossos, eles pertencem a Deus."
Parentes de passageiros do avião da AirAsia que caiu no mar choram no aeroporto de Juanda, em Surabaya, na Indonésia, ao receberem a notícia da localização dos destroços da aeronave nesta terça-feira (30) (Foto: Manan Vatsyayana/AFP)Parentes de passageiros do avião da AirAsia que caiu no mar choram no aeroporto de Juanda, em Surabaya, na Indonésia, ao receberem a notícia da localização dos destroços da aeronave nesta terça-feira (30) (Foto: Manan Vatsyayana/AFP)


O CEO da AirAsia, Tony Fernandes, escreveu no Twitter que “meu coração está cheio de tristeza por todas as famílias envolvidas no QZ 8501. Em nome da AirAsia, minhas condolências a todos. Palavras não podem expressar o quanto estou triste”. A mensagem foi publicada após a localização dos destroços.
Equipe de resgate desce ao mar para recuperar corpo de vítima da queda do avião da AirAsia (Foto: TV ONE via Reuters TV/Reuters)Equipe de resgate desce ao mar para recuperar
corpo de vítima da queda do avião da AirAsia (Foto:
TV ONE via Reuters TV/Reuters)
A fabricante de aviões Airbus disse nesta terça que irá trabalhar com investigadores para ajudar a identificar a causa da queda.
"A Airbus foi informada pelas autoridades indonésias que o local do acidente do voo QZ8501 foi localizado", disse a empresa em um comunicado.
"Com a segurança como sua principal preocupação, a Airbus reafirma o seu compromisso total para fornecer toda a assistência técnica necessária às autoridades de investigação a fim de estabelecer a causa deste trágico acidente."

Desaparecimento
O voo QZ-8501 da AirAsia saiu de Surabaia, na Indonésia, com destino a Cingapura, onde pousaria duas horas depois, segundo a previsão da companhia.
O contato com a aeronave foi perdido na manhã de domingo cerca de 40 minutos após a decolagem, depois que a tripulação pediu uma mudança do plano de vôo devido a uma tempestade.
Antes da descolagem, o piloto havia pedido permissão para voar em uma altitude superior para evitar a tempestade, mas o seu pedido não foi aprovado devido ao tráfego pesado na popular rota, de acordo com a AirNav, o serviço de navegação aérea da Indonésia.

Na sua comunicação final, o piloto pediu para alterar o seu curso e reiterou o seu pedido original para subir e evitar o mau tempo.
"O piloto pediu para os controladores de tráfego aéreo para se desviar para o lado esquerdo, devido ao mau tempo, o que foi aprovado imediatamente", declarou o diretor de segurança da AirNav, Wisnu Darjono, à AFP
"Depois de alguns segundos, o piloto pediu para subir de 32.000 para 38.000 pés, mas seu pedido não pôde ser imediatamente aprovado porque alguns aviões estavam voando acima dele naquele momento", explicou.
Essa foi a última comunicação com o vôo.
"Dois ou três minutos depois, quando o controlador estava dando uma autorização para o nível de 34.000 pés, o avião não deu nenhuma resposta", disse Darjono.
Estavam a bordo 155 passageiros e outros sete integrantes da tripulação. Entre eles há 155 indonésios, três sul-coreanos, um britânico, um francês, um malaio e um cingapuriano.
31/12 - Equipes de resgate descarregam o corpo de uma das vítimas do voo da AirAsia nesta quarta-feira (31) (Foto: Achmad Ibrahim/AP Photo)Equipes de resgate descarregam o corpo de uma das vítimas do voo da AirAsia nesta quarta-feira (31) (Foto: Achmad Ibrahim/AP Photo)

Juca Ferreira será o ministro da Cultura

A Secretaria de Imprensa da Presidência da República confirmou na noite desta terça-feira (30) que Juca Ferreira será o ministro da Cultura do segundo governo Dilma Rousseff. A notícia é altamente positiva. Após vários recuos para "acalmar o mercado" e "garantir a governabilidade" no Congresso Nacional, com a indicação de nomes que expressam o conservadorismo, a presidenta vai equilibrando o jogo e indicando ministros mais identificados com as bandeiras mudancistas que garantiram a sua reeleição. O atual secretário de Cultura da capital paulista é reconhecido por suas posições mais à esquerda. Ele é respeitado nos coletivos culturais da juventude por suas ideias inovadoras e ousadas.
 
Juca Ferreira também é um defensor da radicalização da democracia no país. Na semana retrasada, no lançamento do Fórum-21 – uma articulação que reúne intelectuais, comunicadores e lutadores sociais dispostos a reforçar o campo das ideias progressistas –, o novo ministro da Cultura defendeu a urgência da democratização dos meios de comunicação. Segundo reportagem de Eduardo Maretti, da Rede Brasil Atual, ele argumentou que a formação da uma sociedade política e culturalmente madura depende da superação da mídia monopolizada. 
 
"Durante os longos anos de ditadura, nos acostumamos a ir contra a censura do Estado. Mas hoje tem a censura do mercado, e outro tipo de censura que a sociedade brasileira está descobrindo agora, que é a censura a partir dos interesses dos donos dos grandes meios de comunicação... Se não tivermos uma informação correta e desideologizada, que garanta que a população tenha discernimento e capacidade de analisar por si mesma, a gente não tem uma sociedade livre... A relação que isso tem com a cultura é fundamental. A informação é a base do desenvolvimento cultural. Se a informação é viciada, parcial e não democrática, atrasa e dificulta a formação de uma sociedade que se desenvolve culturalmente.", afirmou Juca Ferreira no evento em São Paulo. 

Para o novo ministro da Cultura, "a grande mídia tem um poder enorme na formação de opinião da sociedade. Quer manter como está, e os que dirigem o processo político têm avaliado que não têm condições (de fazer a reforma democrática dos meios)... Acho que dá para avançar, não com golpe de mão, mas com discussão na sociedade, que vai compreender que é preciso que se regulamente a atividade, não no sentido de cercear a opinião, mas no de ampliar a possibilidade de que todas as opiniões tenham presença nos meios de comunicação".
 
Reproduzo abaixo reportagem da Agência Brasil com a biografia do novo ministro da Cultura:
 
*****

Juca Ferreira está de volta ao governo

Por Helena Martins

Atual secretário de Cultura de São Paulo, Juca Ferreira, de 65 anos, foi anunciado hoje (30) como novo chefe do Ministério da Cultura (MinC). O nome foi divulgado no começo da noite, por meio de nota, pela Secretaria de Imprensa da Presidência da República.

O baiano estará à frente do ministério pela segunda vez. A primeira foi durante o governo Lula, em 2008, quando substituiu o músico Gilberto Gil, com quem trabalhou durante mais de cinco anos no MinC como secretário executivo, entre 2003 e 2008. Na sua primeira passagem pelo ministério, Juca colaborou na formulação dos Pontos de Cultura, programa que levou para São Paulo.

A volta de Juca Ferreira à Esplanada dos Ministérios está vinculada tanto à atuação na prefeitura de São Paulo como na campanha de Dilma à reeleição. Ele coordenou o programa de cultura da candidata e também mobilizou artistas e grupos culturais para apoiá-la. Nas últimas semanas da disputa, chegou a se licenciar da prefeitura para dedicar-se exclusivamente às eleições.

A militância política do futuro ministro da Cultura vem desde a juventude. Ele foi líder estudantil e, em 1968, chegou a ser eleito presidente da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes), mas não assumiu por causa do Ato Institucional Número 5, que proibiu o funcionamento da entidade. Juca viveu nove anos no exílio no Chile, na Suécia e na França, onde se formou em Ciências Sociais na Universidade Paris 1 – Sorbonne.

No Brasil, passou a atuar com políticas de cultura na Bahia. Nos anos 1980, ingressou também na militância ambiental. Depois, participou de fóruns internacionais sobre cultura e meio ambiente como representante da sociedade civil. Filiado ao PV, foi secretário municipal de Meio Ambiente de Salvador e vereador da capital baiana por dois mandatos, tendo sido eleito em 1992 e 2000. Depois de mais duas décadas no PV, filiou-se ao PT em 2012.

fonte:https://www.brasil247.com/pt/247/artigos/165126/Juca-Ferreira-na-Cultura-%C3%93tima-not%C3%ADcia!.htm

Acidente com caminhão de lixo da prefeitura deixou quatro funcionários feridos ontem (29)

Postado em 30/12/2014 às 01:00

Caminhão de lixo tomba e deixa quatro funcionários feridos

O veículo tentava efetuar manobra em uma curva quando o freio falhou e causou o acidente


BENEDITO HENRIQUE

Acidente com caminhão de lixo da prefeitura deixou quatro funcionários feridos ontem (29) à tarde na rua Carlos Rodrigues de Oliveira, Palmital, próximo ao Tiro de Guerra, zona norte de Marília.
Conforme declarações da Polícia, o caminhão seguia o seu trajeto de coletas pela rua Hermes da Fonseca no sentido centro-bairro quando tentou manobrar em uma curva e o freio não funcionou. Em seguida, o caminhão tombou no meio da rua e, com o acidente de trânsito, sofreu danos de médias proporções. 
Ainda segundo a Polícia, dois garis e o motorista do caminhão sofreram leves ferimentos pelo corpo e, depois de receber atendimento médico, passam bem. O quarto funcionário do caminhão de lixo, também gari, apresentava suspeita de fratura em uma das pernas. 
Após o acidente, a equipe dos bombeiros esteve no local do acidente e atendeu as vítimas. No Hospital das Clínicas, o gari recebeu também atendimento médico e não corre risco de morte. Em nota à imprensa, a prefeitura de Marília lamentou o acidente e reforçou o apoio aos funcionários acidentados. 
“A Prefeitura de Marília vai aguardar o laudo do Instituto de Criminalística que vai indicar as possíveis causas do acidente com o caminhão coletor de lixo nesta segunda-feira. Enquanto isso, está proporcionando total assistência médica aos funcionários envolvidos. Por fim, lamenta o ocorrido”. 
O caso foi apresentado no plantão policial de Marília. O fato será investigado pelo 1º DP e pela Delegacia de Investigações Gerais. No prazo de 30 dias, o laudo indicará as causas do acidente. 

Zagueiro Gum está internado em Marília

fonte: Futebol Interior

Marília, SP, 25 (AFI) - Titular absoluto do Fluminense no último Brasileirão e um dos poucos jogadores que o clube carioca faz grande esforço para renovar o contrato para a próxima temporada, o zagueiro Gum não teve uma festa de Natal como se espera. O jogador está internado na UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) da Santa Casa de Misericórdia de Marília.


A assessoria da Santa Casa confirma a internação do zagueiro, mas se recusa a divulgar qual o motivo ou estado do paciente. A grande suspeita é de que o jogador esteja com apendicite aguda.


Conhecido por marcar muitos gols de cabeça, Gum é ídolo da torcida do Marília, clube em que iniciou a carreira. Do MAC, ele se transferiu para a Ponte Preta e depois de boas atuações, recebeu o convite para defender o Fluminense em 2009 e permanece no Tricolor até o momento.Gum passaria o Natal e as férias de final de ano nos EUA, com sua família, mas precisou ser internado com urgência na noite da última quarta-feira. Ele chegou em Marília por meio de um jatinho alugado que saiu de Miami.

Com o final da parceria com a Unimed, o Fluminense perderá boa parte de seu elenco para 2015. Gum é um dos jogadores que o clube faz um esforço a mais para renovar o contrato. Ele completará 29 anos no próximo dia 04 de janeiro.
Apendicite é uma inflamação do apêndice intestinal, uma bolsa em forma de verme do intestino grosso. A apendicite mais comum é a apendicite aguda, que, apesar de poder ocorrer em qualquer idade, é muito mais comum na adolescência. É extremamente comum e afeta mais de 7% da população em qualquer altura das suas vidas. Normalmente, o apêndice é retirado para que o paciente não sinta mais dor.

Novos ministros da presidente Dilma Rousseff

A presidente Dilma Rousseff anunciou nesta terça-feira (23), por meio de nota oficial, os nomes de 13 novos integrantes do primeiro escalão do governo federal. Entre os ministros que atuarão no segundo mandato da petista estão os governadores da Bahia, Jaques Wagner, do Ceará, Cid Gomes, e o ex-prefeito de São Paulo Gilberto Kassab. O Palácio do Planalto também confirmou a permanência no primeiro escalão do ministro do Turismo, Vinícius Lages (PMDB).
Neste novo lote de ministros, Dilma contemplou o PMDB, seu principal sócio no governo. O partido comandado pelo vice-presidência da República, Michel Temer, teve sua reivindicação atendida pela chefe do Executivo e passará a comandar seis pastas a partir de 2015. No primeiro mandato, a legenda aliada esteve à frente de cinco ministérios.
Os peemedebistas deixarão a gestão do Ministério da Previdência, porém, passarão a administrar as secretarias da Pesca e dos Portos, que também têm status de ministério.
A expectativa em Brasília é que Dilma conclua a reforma ministerial de seu segundo governo na próxima segunda-feira (29), dia em que ela retornará de um descanso com a família no litoral da Bahia. A presidente deve embarcar nesta quinta (25) com a filha Paula e o neto Gabriel para a Base Naval de Aratu, localizada na península São Tomé de Paripe, no subúrbio ferroviário de Salvador. Desde que assumiu a Presidência, em 2011, ela tem escolhido a base militar baiana para repousar nos dias de folga.
Os novos ministros assumirão os cargos somente na próxima semana, após a posse da presidente reeleita, no dia 1º de janeiro. Além dos nomes anunciados nesta terça, já estavam confirmados desde o final de novembro os futuros titulares da equipe econômica: Joaquim Levy (Fazenda), Nelson Barbosa (Planejamento), Alexandre Tombini (Banco Central) e Armando Monteiro (Desenvolvimento, Indústria e Comércio). Mesmo sem terem sido empossados, os quatro futuros ministros da área econômica já vinham trabalhando no processo de transição.
Veja abaixo a lista completa de ministros anunciados nesta terça pela Presidência:
Agricultura: Kátia Abreu (PMDB-TO)
Senadora de Tocantins, Kátia Abreu, 52 anos, é presidente da Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária (CNA). Ela foi a primeira mulher a assumir a presidência da entidade. Em 1998, foi eleita pelo antigo PFL primeira suplente na Câmara dos Deputados. Assumiu a cadeira por dois anos, tendo comandado a bancada ruralista na Casa. A aproximação com a presidente Dilma ocorreu nos primeiros meses do primeiro governo da petista.

Aviação Civil: Eliseu Padilha (PMDB-RS)
O ex-deputado federal Eliseu Padilha é um dos políticos mais próximos ao vice-presidente da República e presidente do PMDB, Michel Temer. Padilha foi ministro dos Transportes no governo Fernando Henrique Cardoso e tem histórico de confronto político com o PT no Rio Grande do Sul. Apesar de ter apoiado o PSDB nas campanhas presidenciais de 2002 e 2006, ele aderiu à base aliada da presidente Dilma Rousseff por orientação da cúpula do PMDB. Por conta do histórico de alinhamento ao PSDB, a indicação de seu nome enfrentou resistência no Planalto.

Cidades: Gilberto Kassab (PSD-SP)
O novo ministro Gilberto Kassab já foi opositor do governo do PT na época em que integrava o DEM. Kassab assumiu a prefeitura da cidade de São Paulo em 2006, quando José Serra deixou o cargo para disputar o governo paulista. Em 2008, foi eleito para mais um mandato. Em 2011, criou o PSD e se tornou um dos nomes mais influentes da política nacional. Ao deixar a legenda oposicionista, conseguiu enfraquecer a oposição – na época, o DEM perdeu 11 de seus então 46 deputados federais – e se aproximar do Palácio do Planalto. Atualmente, o PSD de Kassab tem 45 deputados federais, a quarta maior bancada da Câmara.

Ciência e Tecnologia: Aldo Rebelo (PCdoB-SP)
Ex-presidente da Câmara dos Deputados, o alagoano Aldo Rebelo, 55 anos, será deslocado para o Ministério de Ciência e Tecnologia a partir de 2015. Ele estava no comando do Ministério dos Esportes há quatro anos. No período em que esteve à frente da pasta, coordenou as obras públicas federais da Copa do Mundo e os preparativos para a Olimpíada de 2016, que será sediada no Rio. Entre 2004 e 2005, durante o governo Lula, Aldo chefiou a Secretaria de Relações Institucionais.

Controladoria Geral da União (CGU): Valdir Simão (sem partido)
Escolhido pela presidente Dilma Rousseff para substituir Jorge Hage no comando da CGU, Valdir Simão é auditor de carreira da Receita Federal, mas nos últimos anos ocupou posições estratégicas em ministérios, secretarias e na Previdência Social. Conhecido por ser um "gestor eficiente",  ele ocupa hoje o cargo de secretário-executivo da Casa Civil.

Defesa: Jaques Wagner (PT-BA)
Governador da Bahia desde 2007, Jaques Wagner foi um dos principais coordenadores da campanha de Dilma Rousseff à reeleição. Um dos fundadores do PT, o político foi ministro do Trabalho no governo do ex-presidente Lula. Em 2005, no momento mais delicado do governo do ex-presidente – quando se revelou o esquema do mensalão – assumiu a Secretaria de Relações Institucionais (SRI). É tido como um político “conciliador” pelo Planalto.

Educação: Cid Gomes (PROS-CE)
Filho de prefeito, irmão de um ex-ministro de Estado e de um deputado estadual, Cid Gomes é governador do Ceará desde 2007. Sobral, a cidade natal de Cid, inspirou programas nacionais de educação. O Programa de Alfabetização na Idade Certa, desenvolvida inicialmente em Sobral, foi a base para a criação do Pacto Nacional de Alfabetização na Idade Certa, do Governo Federal. O programa foi criado quando Cid era prefeito de Sobral e executada a partir de 2007.

Esportes: George Hilton (PRB-MG)
Líder do PRB na Câmara, George Hilton, 43 anos, é deputado federal desde 2007. Antes de ingressar no PRB, ele já foi filiado ao PP e ao antigo PL (atual PR). Radialista e teólogo, Hilton também foi atuou como deputado estadual em Minas Gerais.

Igualdade Racial: Nilma Lino Gomes (sem partido)
Sem filiação partidária, a futura ministra é graduada em Pedagogia pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Mestre em Educação pela UFMG, Nilma tem doutorado em Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo e pós-doutorado, em Sociologia, pela Universidade de Coimbra (Portugal). Ela fará parte da cota pessoal de Dilma no primeiro escalão. Em 2013, Nilma se tornou a primeira mulher negra a assumir a direção de uma universidade federal, quando foi empossada reitora da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab).

Minas e Energia: Eduardo Braga (PMDB-AM)
Líder do governo no Senado, Eduardo Braga governou o Amazonas entre 2003 e 2010, ano em que renunciou para concorrer a uma vaga no Senado. Nas eleições deste ano, tentou eleger-se novamente ao governo do Amazonas, mas foi derrotado por José Melo (PROS). Como líder do governo, foi um dos articuladores políticos do novo Código Florestal no Congresso. Em sua trajetória política, também foi vereador, deputado estadual, deputado federal, vice-prefeito e prefeito de Manaus.

Pesca: Helder Barbalho (PMDB-PA)
Indicado para a Secretaria da Pesca e Aquicultura na cota do PMDB, Helder Barbalho é filho do ex-senador Jader Barbalho (PMDB-PA). Natural de Belém, Helder tem 35 anos. Até então, o cargo público mais alto que havia exercido era o de prefeito de Ananindeua, no interior do Pará. Neste ano, ele disputou o governo paranaense, mas perdeu a eleição para Simão Jatene (PSDB).

Portos: Edinho Araújo (PMDB-SP)
Ex-prefeito de São José do Rio Preto (SP) e de Santa Fé do Sul (SP), Edinho Araújo foi filiado à Arena – partido que apoiou o regime militar – e ao PPS antes de ingressar no PMDB. Em 2014, ele se elegeou para seu quarto mandato na Câmara dos Deputados. No Legislativo, Araújo relatou o projeto de lei que criou a Comissão Nacional da Verdade.

Turismo: Vinicius Lages (PMDB-AL)
Antes de assumir o Ministério do Turismo, em março deste ano, Vinicius Lages, 57 anos, ocupava, desde 2007, o cargo de gerente da Unidade de Assessoria Internacional do Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e Pequena Empresa). Neste ano, ele coordenou o programa do Sebrae de apoio e preparação de empresas para a Copa do Mundo. Lages fez doutorado em Economia do Desenvolvimento na França. Ele também tem especialização em economia de serviços, turismo e desenvolvimento de negócios.


Na última sexta-feira (19), reportagem do jornal "O Estado de S. Paulo" afirmou que o nome de Henrique Alves faz parte de uma lista de 28 políticos supostamente mencionados na delação premiada do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa.Presidente da Câmara
Cotado para assumir uma pasta na Esplanada dos Ministérios, o presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), divulgou nota oficial nesta terça na qual informou ter solicitado ao vice-presidente da República, Michel Temer, que seu nome não seja incluído na reforma ministerial.

No comunicado, o presidente da Câmara diz que antes de ter seu nome analisado para o primeiro escalão, quer esclarecer o que o antigo dirigente da estatal declarou ao Ministério Público Federal.
fonte:http://g1.globo.com/politica/noticia/2014/12/dilma-anuncia-jacques-wagner-cid-gomes-e-outros-11-para-esplanada.html

Blogs

Postagens mais visitadas

HORÁRIOS DE ÔNIBUS - MARÍLIA

HORÁRIOS DE ÔNIBUS - MARÍLIA
ÔNIBUS