Buscar

Morte Walter Saia

Walter Saia, um dos ícones do rádio mariliense, morreu ontem (22) aos 77 anos. Ele estava internado na UTI da Santa Casa desde a última quinta-feira, devido a complicações decorrentes de uma pneumonia. Há oito anos, Saia sofria de um problema de perda de ferro e glóbulos vermelhos, o que provocava crises de anemia profunda.
Com 55 anos de carreira, Saia foi um dos pioneiros do rádio e um dos profissionais mais respeitados da cidade. Ele iniciou a carreira na rádio Clube AM de Marília, onde trabalhou por mais de 30 anos. Também teve passagens pela rádio 950 AM e desde 1996 era funcionário da rádio Dirceu AM de Marília, onde apresentava o programa matinal Walter Saia ao Vivo. Sua última participação ao vivo ocorreu semana passada. 
Com alguns programas gravados, em homenagem ao radialista, a rádio transmitirá Walter Saia ao Vivo até o próximo sábado. 
Saia ficou conhecido por seus programas musicais voltados para a música sertaneja. Entre os principais da carreira estavam Canta Viola, Amanhecer no Sertão e Comando da Madrugada. Ele também foi responsável por trazer para Marília, na década de 70, um tradicional duelo de violeiros na cidade, que era conhecido como Campeonato Arizona. 
O radialista também tinha a música como hobbie e foi autor de diversas músicas da dupla Mato Grosso e Matias, entre elas, Celina e Triste Despedida, ambas sucessos em todo país. Ao todo, Saia possui mais de 20 músicas gravadas. 
O filho primogênito do radialista, Valter Eugênio Saia destaca que o pai esteve presente na “Era de Ouro” do rádio mariliense. 
“Ele gostava muito do que fazia. Teve grande contribuição para rádio de Marília. Sempre levava os filhos para acompanhar seus programas e também foi padrinho musical de duplas importantes. O primeiro show da carreira de Milionário e José Rico foi organizado por ele. Uma grande perda”, lamenta Valter. 
Saia deixou um legado para seus filhos e incentivou um deles, Walmir Rogério Saia, a seguir seus passos na carreira do rádio. 
“Sempre acompanhei meu pai nos programas e um dia ele me deu um texto para leitura, gostaram da minha voz e na década de 90 já iniciei na carreira. Toda minha trajetória no rádio é graças ao meu pai, que sempre me incentivou e motivou. Ele era responsável por levar alegria e entretenimento para muitos lares. Com certeza um legado que levarei por toda minha vida. Um homem trabalhador e que amava o que fazia”, ressalta Walmir. 
Walter Saia deixou esposa Ivone Candeloro Saia, 76, com quem era casado há 56 anos, quatro filhos -Valter, Walquíri, Valner e Walmir- e sete netos. O velório do radialista acontece na sala nobre do Velório Municipal. O sepultamento será hoje, às 9h30, no Cemitério da Saudade. 

Companheiros lamentam a perda 
O radialista da Diário FM, Dennis Brau, ressaltou a importância de Walter Saia para Marília e elogiou sua trajetória profissional e pessoal. 
“Todos os dias pelas manhãs encontrava com o Walter no corredor e ele sempre alegre. Um homem que gostava muito do que fazia. Com certeza tinha uma grande experiência no rádio e passava para outras gerações. Ele esteve presente na grande época do rádio, onde era o maior meio de comunicação. Torcedor do Palmeiras, um homem que transmitia uma grande alegria. Vai fazer muita falta”. 
O ex-cantor sertanejo Caim, que por muitos anos foi protagonista da dupla de sucesso Abel e Caim e hoje possui um programa na rádio Dirceu AM relatou a importância de Walter Saia para sua carreira. 
“Tenho muitas histórias ao lado de Walter Saia. Antes mesmo de ele ser radialista, quando ainda era barbeiro já o conhecia. Ele teve uma contribuição enorme na minha carreira. Quando lancei meu primeiro disco com a dupla Abel e Caim em 1967, o Walter ajudou muito na divulgação. Um homem com uma generosidade e humildade enorme. Tenho uma grande gratidão pela ajuda, que vou levar para o resto da minha vida. Ele era um grande homem e um grande radialista. Uma história de sucesso muito bonita. Ele por ter tido diversos programas voltados para música sertaneja ajudou muitos artistas e tenho privilegio de ter sido ajudado por ele e ter tido o Walter como um grande amigo. Uma grande perda para todos nós, para Marília e para o rádio mariliense”. 

Saia trabalhou também com nomes conhecidos do rádio mariliense, como Wilson Mattos e Osmar Santos, além dos já falecidos Nhô Constâncio, Franz Neto e Nelson Moura. 

fonte:http://www.diariodemarilia.com.br/noticia/135067/radialista-walter-saia-morre-aos-77-anos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores

Seguidores Blog Cidade de Marília

HORÁRIOS DE ÔNIBUS - MARÍLIA

HORÁRIOS DE ÔNIBUS - MARÍLIA
ÔNIBUS