Buscar

Os artistas Aloísio Silva, Jair Nunes e Rita Belém tiveram obras selecionadas para o 7º Salão de Artes Plásticas de São José do Rio Preto

Os artistas Aloísio Silva, Jair Nunes e Rita Belém tiveram obras selecionadas para o 7º Salão de Artes Plásticas de São José do Rio Preto, que acontece de 22 de setembro a 31 de outubro, na Pinacoteca Municipal, localizada no segundo andar do Centro Cultural “Prof. Daud Jorge Simão”, na Praça Cívica, em Rio Preto. Ao todo, 133 trabalhos de 65 artistas estarão expostos no espaço. 
Aloísio Silva participa com as telas naïfs Festival de Parintins “Boi Garantido” e “Boi Caprichoso”; Jair Nunes também entrou com duas telas naïfs “Viola, minha viola” e “Senhor Brasil”; e Rita Bonfim Belém leva “Natureza”.
Já habituado a grandes salões e à Bienal Naïfs do Brasil, de Piracicaba, Aloísio Silva fala de um salão conceituado, de difícil seleção e que se sente vitorioso a cada classificação, “é prova que nossa pintura está atualizada.”    
Jair Nunes já havia entrado em salões anteriores em São José do Rio Preto e expôs várias vezes em Marília. Foi ele quem recebeu o regulamento e passou para os amigos.
Rita Bonfim Belém conta que se dedica ao artesanato há muito tempo e mais recentemente começou na pintura. Também já expôs e decidiu participar. “Faço pintura esporadicamente, como amo São Francisco decidi fazer algo e mandar. Foi uma surpresa ter sido selecionado. Também participei da mostra Arte Animal e gostei. Agora fiquei emocionada, estar no Salão é muito bom, dá incentivo”, frisou.
O Salão
O 7º Salão de Artes Plásticas São José do Rio Preto recebeu obras nas categorias de pintura, escultura, desenho, gravura, instalação e objeto. Participam artistas dos estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Paraná, Rio Grande do Sul e Espírito Santo. A curadoria é de Carlos Bachi.
Entre os selecionados, cerca de 60% das obras (83) são em estilo contemporâneo, 35 naïfs e apenas 15 obras em estilo acadêmico. “Neste ano, o número de trabalhos acadêmicos inscritos foi menor. Uma obra nesse estilo requer um tempo maior para ser elaborada, mais que um contemporâneo ou um naïf, e como existem outros salões acontecendo, creio que os artistas meio que se dividem”, afirma Bachi. 
Os vencedores serão anunciados na cerimônia de abertura, no dia 19 de setembro. Os três primeiros lugares receberão prêmios de aquisição, nos valores de R$ 4,4 mil, R$ 3,9 mil e R$ 3,4 mil. As obras vão para os acervos da Pinacoteca Municipal e do Museu de Arte Naïf. Também serão entregues medalhas grandes e pequenas de ouro, de prata e de bronze escolhidas pelo júri e concedidas seis menções honrosas e um destaque.

fonte:http://www.diariodemarilia.com.br/noticia/133409/marilienses-vao-a-salao-de-rio-preto#.U_R22DZaZHg.facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog

NOTÍCIAS

HORÁRIOS DE ÔNIBUS - MARÍLIA

HORÁRIOS DE ÔNIBUS - MARÍLIA
ÔNIBUS