Buscar

Remodelação do Poliesportivo Pedro Sola - inauguração, jogo do Corinthians e Mac masters


Reinauguração do Pedro Sola: definidos jogadores do Corintihians Masters

“Será uma grande festa do futebol na reinauguração do Poliesportivo Pedro Sola, totalmente remodelado”. Esse foi o comentário do prefeito Vinicius Camarinha ao receber a relação das equipes de masters do Marília Atlético Clube e do Corinthians para o amistoso da próxima sexta feira, ás 19h00.
O Corinthians será dirigido pelo ex-presidente Andrés Sanchez e terá os seguintes jogadores: Dagoberto, Batata, Graúna, Guinei, Ezequiel, Gino, Zenon, Nilson, João Paulo, Wagner Basílio, Dama, Tupãnzinho, Tozin, Aguinaldo, Ailton, Jorginho e Dinei.
O Marília Atlético Clube terá Luis Andrade, Valdir, Nei Bala, Márcio Rossini, Alemão, Amaury, Marquinhos, Pastor Charles, Diogo, Alisson, Edson Pezinho, Junior, Naldinho, Charles Figueira, Valtinho, Delem, Ricardinho, Gadelha, Renatinho, Luisinho e Baianinho.

A remodelação do Poliesportivo Pedro Sola envolve o gramado, arquibancada, iluminação pista de Cooper, bem como quadra poliesportiva e campo de futebol society. Também estão sendo recuperados banheiros(adaptado para deficientes) e vestiários, bem como houve a troca de todos os vidros. “ A reforma é completa e tenho certeza que vai agradar a todos. Faz parte do programa de recuperação de áreas públicas, envolvendo estádios e poliesportivos. Já fizemos o Mineirão, vamos agora entregar o Pedro Sola e depois será a vez do Simonaio, na Vila Joquey. Esse segmento foi mais um setor que encontramos sem manutenção quando assumimos o governo e gradativamente estamos realizando a recuperação. Espero que a população agora nos ajude a conservar”, destacou.
Vinicius lembrou ainda que acaba de assinar convênio com o governo Federal, no valor de R$ 410 mil, para a reforma do Poliesportivo do Santa Antonieta, atendendo solicitação do vereador Samuel da Farmácia.

fonte: Prefeitura de Marília 

Notícias: Educação, Escolas e Professores: Crise na educação: terceirização de professores

Notícias: Educação, Escolas e Professores: Crise na educação: terceirização de professores: Colégios de SP vão terceirizar professor por causa da crise O ensino básico e médio pode ser um bom e um mau negócio no Brasil. ...

Incêndio na escola Nasib Cury - Marília

Marília Notícia
fonte: http://marilianoticia.com.br/incendio-destroi-parte-de-escola-na-zona-sul-de-marilia/

Incêndio na escola Nasib Cury 


A escola estadual Nasib Cury, na Cidade de Marília,  sofreu um incêndio nessa noite de quarta-feira, as causas ainda são desconhecidas.  O incêndio destruí a biblioteca e mais duas salas foram atingidas. Não houve feridos.  

Professor é baleado por aluno dentro da escola

27 de agosto de 2014 • 10h16 • atualizado às 10h18

Professor baleado expõe face trágica de violência em escolas 

Suspeito é aluno que teria se revoltado com nota; 'Não lhe ensinei a lidar com revólver', diz tia de professor em carta BBC BRASIL.com "Professora, preste atenção, que comigo não são cinco tiros, são seis". A frase foi dita por um aluno à professora Mariana*, em uma escola estadual em Sergipe, e faz referência ao trágico caso de um professor baleado em Aracaju no dia 12 de agosto. 

Carlos Cristian Gomes estava na escola em que leciona Biologia quando foi atingido por cinco tiros. Ele continua internado em estado grave, respirando com ajuda de aparelhos. "A gente quer pensar que é brincadeira, mas nunca se sabe", conta Mariana. Por medo das consequências, a professora achou melhor não dar o nome do aluno à diretora da escola. O suspeito de atirar contra Carlos Cristian é um aluno de 17 anos, que teria ficado revoltado com uma nota baixa. 

O caso foi destacado por leitores da BBC Brasil em nossas páginas de Facebook, Google+ e Twitter como um símbolo da violência contra professores no País. A professora Mariana, conta que, depois de ser repreendido por ela, o aluno que ameaçou "dar seis tiros" não repetiu o comentário. "Eu disse (ao aluno) que esse assunto não é algo com o que se brinque e que eu poderia levar a sério, ir à delegacia e fazer um boletim de ocorrência. E que, se qualquer coisa acontecesse comigo, o primeiro suspeito seria ele". "Alguns alunos se aproveitam da situação para amedrontar mesmo o professor. Se aconteceu com Carlos Cristian, pode acontecer com qualquer um. 

O professor fica vulnerável quando está dando aula." Intimidação Dias após a tentativa de homicídio, professores fizeram uma manifestação na frente do Palácio de Despachos do governo de Sergipe contra a violência nas escolas. Pais, parentes e professores que atuam na região de São Cristóvão também fizeram uma passeata pela paz nas proximidades da escola Olga Barreto, onde ocorreu o crime. 

O aluno suspeito de atirar contra o professor cursava a 8ª série da Educação de Jovens e Adultos (EJA), se apresentou recentemente à polícia e disse ter planejado o crime. "Ele disse que as questões na prova não correspondiam à revisão que o professor passou em sala de aula. Afirmou que comprou a arma e pediu ao professor uma segunda chance. Quando o professor disse que não era possível, ele atirou", disse à BBC Brasil a delegada Thereza Simony, responsável pelo caso. SAIBA MAIS Professores e pais se tornam 'porteiros' em escolas do Rio 'Continuei dando aula com o olho sangrando', diz professor TJ-RJ: prefeitura deve pagar professores que fizeram greve Professores da rede pública têm graduação e pós gratuitos Segundo Claudia Oliveira, que ensina Língua Portuguesa na Escola Olga Barreto há sete anos, o professor Carlos Cristian não havia se queixado de problemas de relacionamento com alunos. "Ele é muito responsável em suas atividades, não falta, participa de projetos na escola. Não tinha motivo nenhum para o aluno agir dessa forma." "O rapaz não tinha comportamento agressivo com nenhum dos professores, mas era um aluno que faltava às aulas, não fazia as atividades. 

Ele ainda teria outra oportunidade para recuperar a nota, porque aquela era a primeira avaliação que fez", afirmou. O Sintese diz que, apesar da situação de Cristian ser incomum, a relação entre professores, alunos, funcionários e diretores frequentemente se torna violenta. "Na maioria das vezes, a violência é verbal, mas às vezes descamba para a violência física", explica Joel Almeida, diretor de comunicação do sindicato. "Geralmente, com os alunos, (os conflitos) são (por) questões ligadas à nota. Com os professores mais severos, mais disciplinadores, é comum que existam ameaças ou mesmo depredação de bens. Alguns reclamam de terem carros riscados, pneus furados." "Eu fui vítima de algo semelhante no semestre passado. Alunos que não conseguiam ser aprovados ficavam horas na porta da minha sala me questionando e ameaçando. Mas conseguimos dialogar e resolver a situação", disse à BBC Brasil a professora Claudia Oliveira, diretora do Sindicato dos Professores de Sergipe (Sintese). 

Solução? Para Almeida, o problema pode ser minimizado com investimento na infraestrutura das escolas e com mais engajamento dos professores. "A comunidade escolar em Sergipe não se reúne para discutir a escola, seus problemas, como vai atuar sobre eles. A escola é um lugar em que o aluno e o professor chegam e saem, às vezes, sem muita relação com outras pessoas na escola." O medo de possíveis atitudes extremas dos alunos também é um fator que impede que os docentes comuniquem seus problemas a outros, segundo Mariana. "Acontecem muitas coisas nas escolas que ficam só no comentário entre os professores, cada um tem algo a contar. Muitas vezes, não levamos à direção por medo. Temos receio de que, mesmo que seja uma brincadeira, o aluno seja repreendido e acabe levando isso a sério." 

A Secretaria de Educação criou, após a tentativa de assassinato de Carlos Cristian, uma comissão permanente de acompanhamento da violência nas escolas, formada pela secretaria de Educação, professores, pais, funcionários não docentes e estudantes. O grupo terá um cronograma de visitas às escolas da rede estadual. 'Perdão' A família de Carlos Cristian não quis dar entrevistas. Segundo o Sintese, vários membros da família são professores - que nunca tinham sofrido atos de violência física. Uma semana após a tentativa de assassinato do docente, sua tia Margarida, professora há 25 anos, divulgou uma carta em que pediu "perdão" ao sobrinho. "O magistério sempre significou para mim a porta de entrada para um país melhor, mais consciente. Somos uma família de professores. Sua mãe, seu pai, sua irmã, suas primas e eu. Muitas vezes quando você era pequeno, sua mãe, mesmo você febril, deixava-o sobre os cuidados de outros, pois os alunos dela estavam esperando-a", escreveu a tia na carta. "Perdoe-me por não tê-lo ensinado a lidar com a violência.

 Eu falo para você me reportando a todos os alunos que fizeram parte da minha vida durante estes 25 anos de magistério". "Sempre que meus alunos pensavam em desistir eu argumentava e mostrava outro caminho para eles continuarem. E de repente eu vejo você lutando a favor da vida por ter feito uma avaliação nesse processo de ensino e aprendizagem tentando mostrar ao aluno que ele precisava estudar e se dedicar mais. Ele não entendeu e se revoltou e resolveu descontar em você todos os seus demônios sociais." A tia do professor afirma ainda que é preciso "diminuir a distância entre os jovens e os adultos" e "aprender e ensinar a estabelecer vínculos". "Mas... eu não lhe ensinei como lidar com um revólver", conclui. *A pedido da professora, seu nome real foi mantido em sigilo.

fonte:http://noticias.terra.com.br/educacao/professor-baleado-expoe-face-tragica-de-violencia-em-escolas,a06b143379718410VgnVCM20000099cceb0aRCRD.html

Violência e sala de aulas.

  • A professora Liz*, que diz ter sido atacada diversas vezes por alunos, pediu para não se identificar por medo de represálias
"Dou aula de porta aberta por medo do que os alunos possam fazer. Não dá para ficar sozinha com eles", diz Liz*, professora de inglês de dois colégios públicos da periferia de São Paulo.

Em 15 anos de aulas tumultuadas e sucessivas agressões (de ameaças de morte a empurrões e tapas na frente da turma), a professora chegou a tentar suicídio duas vezes – primeiro por ingestão de álcool de cozinha, depois por overdose de remédios.

"Me sentia feliz quando comecei a dar aulas. Hoje, só sinto peso, tristeza e dor", diz.

A violência contra professores foi destacada por internautas em consulta nas redes sociais promovida pelo #salasocial, o projeto da BBC Brasil que usa as redes para obter conteúdo original e promover uma maior interação com o público.

Em posts no Facebook e no Twitter, leitores disseram que a educação deveria merecer mais atenção por parte dos candidatos a cargos públicos.

Segundo o psiquiatra Lenine da Costa Ribeiro, que há 25 anos faz sessões de terapia coletiva com educadores no Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual, o trauma após agressões é o principal motivo de licenças médicas, pânico e depressão entre professores. "Mais do que salários baixos ou falta de estrutura", ressalta.

O problema, de acordo com especialistas consultados pela BBC Brasil, seria resultado da desvalorização contínua do professor, do descompasso entre escolas e expectativas dos alunos e de episódios de violência familiar e nas comunidades.


Lápis afiado
 

A primeira tentativa de suicídio aconteceu assim que Liz descobriu que estava grávida. "Quando vi que teria um filho, fiquei desesperada. Eu não queria gerar mais um aluno", diz a professora, que bebeu álcool de cozinha e foi socorrida pela mãe.

A segunda aconteceu em abril do ano passado, após agressões consecutivas envolvendo alunos da primeira série de uma escola municipal e do terceiro ano do ensino médio de um colégio estadual, ambos na zona sul de São Paulo.

"Começou com um menino com histórico de violência familiar. Ele atacava os colegas e batia a própria cabeça na parede. Um dia, para chamar minha atenção, ele apontou um lápis bem apontadinho e rasgou o rosto de uma 'aluna especial' que sentava na minha frente", relata.

Ela conta que o rosto da aluna, que tem dificuldades motoras e intelectuais, ficou coberto de sangue. "Violência gera violência", diz Liz, ao assumir ter agredido, ela mesma, o menino de 6 anos que machucou a colega com o lápis.

"Empurrei ele com força para fora da sala. Depois fiquei destruída", conta. Na semana seguinte, diz Liz, um aluno de 16 anos a "atacou" após tentar mexer em sua bolsa.

"Ele disse que a escola era pública e que, portanto, a bolsa também era dele. Eu tentei tirar a bolsa, disse que era minha e então ele pulou em cima de mim na frente de todos", relata.

O adolescente foi suspenso por seis dias e voltou à escola. O mesmo não aconteceu com Liz, que pediu licença médica e se afastou por um ano. "Não me matei. Mas não estou convencida a continuar vivendo", diz.


Quadro negro e giz
 

A professora de inglês diz que a gota d'água para buscar ajuda de um psiquiatra foi quando percebeu que estava se tornando "muito severa" com a própria filha, de 6 anos. "Ali eu vi que estava perdendo a vontade de viver", diz. "A violência na escola é física, mas também é moral e institucional. Isso acaba com a gente", afirma.

A educadora diz que, nas duas oportunidades, não procurou a polícia por "saber que nada seria feito e que os policiais considerariam sua demanda pequena perto das outras".

Para a educadora, o modelo atual das escolas estaria ultrapassado, o que tornaria a situação mais difícil. "Na sala de aula, eu dou aula para as paredes. E se o aluno vai mal, a culpa é nossa. Essa culpa não é minha, eu trabalho com quadro negro e giz. Enquanto isso, os alunos estão com celular, tocando a tela", observa.

Em tratamento contínuo, ela diz que está, aos poucos, se afastando do ensino na rede pública. "Dou aulas particulares também. E estes alunos eu vejo crescendo, progredindo", diz.

Abandonar a escola, diz a professora, seria o caminho para resgatar sua autoestima. "A alegria do professor é ver o progresso do aluno. É gostoso ver o aluno crescer. A classe toda tirar 10 é o maior prazer do mundo, vê-los entrando na faculdade é a nossa alegria", diz. "Mas não é isso o que acontece".

*A pedido da professora, o nome real foi mantido em sigilo.
fonte: http://educacao.uol.com.br/noticias/bbc/2014/08/25/professora-tenta-suicidio-duas-vezes-apos-agressoes-consecutivas-de-alunos.htm

EXAMAR 2014 - TODAS AS ATRAÇÕES DO EVENTO

examar


Shows
A Examar é o ponto certo de encontro para 
quem gosta de boa música e grandes espetáculos. A grade de shows com cantores nacionais, que estão nas paradas de sucesso, aproxima o público de seus ídolos. Shows regionais também embalam a festa e traz oportunidade aos novos talentos da música sertaneja. 


Diversão
O parque de diversões garante adrenalina 
para todas as idades, com brinquedos modernos e radicais, todoscom a máxima segurança. Este ano o paintball será o diferencial para os adultos e a fazendinha para as crianças, levando a alegria para todas as idades. 
teste
Concurso Rainha e Princesa EXAMAR
O concurso de Rainha e Princesa Examar 2014 também deve agitar ainda mais o público feminino.
img 7Exposições de bovinos, equinos e caprinos04
A Examar 2014 irá reunir raças equinas como Mangalarga, Quarto demilha e Paint Horse, onde são atestadas a qualidade do animal durante as provas tradicionais, como a prova dos tambores.
O julgamento das raças bovinas como Nelore, Gir, Brahman e Holandês, reúnem  também02 criadores e competidores de toda região, reforçando a importância do valor pecuário do evento. A presença de ovinos e suínos pequenos também será oferecida aos criadores como oportunidade para aprimoramento dos seus plantéis.
O pavilhão de exposições da pecuária bem localizado em área nobre do recinto gerando visibilidade a cadeia produtiva da agropecuária, tornando se um dos grandes atrativos e promovendo uma excepcional representatividade do setor com qualidade e diversidade de raças. Bem como viabiliza um display a produtores, criadores e investidores para o fomento de negócios e intercâmbio de conhecimentos, tornando se um dos espaços mais importantes para o segmento do mercado agropecuário de Marília e região.Em companhia com respeitáveis criadores de Marília e região, os leilões da EXAMAR 2014 se realizarão pelo programa Leilões com previsão entre cria, recria e engorda, machos e fêmeas que suplantem as probabilidades  em comercialização de rebanho elitizado. Leilões Especiais dias 05 e 12.
img 6







Exposições Jeep Clube de Marília e Carros antigosAcontecerá entre os dias 04 a 14 exposições de carros antigos e Jeeps. O Jeep Clube de Marília estará presente no recinto, trazendo uma pista de testes e competições de Cross Country nos dias 06 e 07 à partir das 10:00 horas.
jipecarro1








EstacionamentoPara maior conforto e segurança do público, nosso estacionamento oficial contará com 8.000 vagas com seguro para cada veículo.





fonte:http://examar.com.br/site/?page_id=258

Sebrae - Marília




Serviço de apoio ao Microempreendedor - Sebrae Marília

Telefone: 34225500

Av. Brasil 412 -   Marília

Prefeitura de Marília prorrogou o prazo de inscrições para o processo seletivo que visa a contratação de 31 médicos

fonte: Do G1 Bauru e Marília
A prefeitura de Marília prorrogou o prazo de inscrições para o processo seletivo que visa a contratação de 31 médicos, sendo 13 clínicos, 12 ginecologistas obstetras e seis pediatras para atuarem nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) do município. Os interessados podem se inscrever até sexta-feira (22).
Nesta semana, a prefeitura divulgou que a prova será realizada no dia 31 de agosto, no Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest), que localizado na Rua Sergipe nº 895, área central da cidade, a partir das 9h, com duração de 3 horas. Até o momento, um total de 27 candidatos, sendo 18 para clínico geral; 6 para pediatra; e 3 para ginecologista, se inscreveram para o processo seletivo.
O salário é de R$3,7 mil por 15 horas semanais, equivalendo a três horas diárias, existindo também a possibilidade de uma escala diferente. “Os profissionais contratados por meio deste processo seletivo já devem começar a atuar ainda no segundo semestre deste ano”, ressalta Takano.“Já registramos um número satisfatório de inscritos, em comparação com a edição anterior. Além disso, temos verificado que há em todo o País uma enorme procura pelos profissionais das especialidades de pediatria e ginecologia - devido ao grande déficit de formandos nestes segmentos. Por isso, resolvemos dar mais uma oportunidade aos interessados”, afirma Luiz Takano, secretário municipal da Saúde.
Atualmente Marília conta com 12 Unidades Básicas de Saúde (UBS), que disponibilizam 50 profissionais e 34 unidades do Programa Saúde da Família, com 36 médicos contratados para atender a população.

LITAS DOS CANDIDATOS A DEPUTADOS ESTADUAIS E FEDERAIS

LISTA DOS CANDIDATOS A GOVERNADORES EM TODOS OS ESTADOS

LISTA DOS CANDIDATOS A GOVERNADORES EM TODOS OS ESTADOS

http://www.eleicoes2014.com.br/candidatos-governador/

LISTA DOS CANDIDATOS A SENADORES 2014


LISTA DOS CANDIDATOS A SENADORES 2014

http://www.eleicoes2014.com.br/candidatos-senador/

LISTA DOS CANDIDATOS A DEPUTADOS FEDERAIS 2014

LISTA DOS CANDIDATOS A DEPUTADOS FEDERAIS

http://www.eleicoes2014.com.br/candidatos-deputado-federal/

Lista dos Candidatos a Deputados Estaduais - São Paulo

ELEIÇÕES 2014 -  DEPUTADOS ESTADUAIS - São Paulo

http://www.eleicoes2014.com.br/candidatos-deputado-estadual-sao-paulo/

Lista com todos os candidatos a Presidência de República: não temos só a Dilma, a Marina e o Aécio

Aécio NevesAécio Neves
PSDB
Aécio Neves é candidato ao cargo de Presidente da República pelo PSDB. Natural da capital mineira de Belo Horizonte, Aécio Neves da cunha nasceu em 1960 e é formado em Economia pela Pontifícia Universidade ...
DilmaDilma
PT
Dilma é candidata à reeleição ao cargo de Presidente da República pelo PT. Nascida na capital mineira de Belo Horizonte em 1947, Dilma Vana Rousseff é formada em Ciências Econômicas pela Universidade Federal do ...
Eduardo CamposEduardo Campos
PSB
Eduardo Campos era candidato ao cargo de Presidente da República pelo PSB. Eduardo Campos morreu na manhã do dia 13 de agosto de 2014, em um desastre de avião em Santos. Natural da capital pernambucana de Recife, ...
Eduardo JorgeEduardo Jorge
PV
Eduardo Jorge é candidato à Presidência da República pelo PV. Natural de Salvador, capital da Bahia, Eduardo Jorge Martins Alves Sobrinho nasceu em 1949, é formado em Medicina pela Universidade Federal da Paraíba ...
EymaelEymael
PSDC
Eymael é candidato ao cargo de Presidente da República pelo PSDC (Partido Social Democrata Cristão). Natural de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, José Maria Eymael nasceu em 1939 e é formado em Direito e ...
Levy FidelixLevy Fidelix
PRTB
Levy Fidelix é candidato ao cargo de Presidente da República pelo PRTB (Partido Renovador Trabalhista Brasileiro). Nascido no município mineiro de Mutum em 1951, José Levy Fidelix da Cruz iniciou sua carreira ...
Luciana GenroLuciana Genro
PSOL
Luciana Genro é candidata ao cargo de Presidente da República pelo PSOL. Natural de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, Luciana Krebs Genro nasceu em 1971, é formada em Direito pela Universidade do Vale do Rio dos ...
Marina SilvaMarina Silva
PSB
Marina Silva é candidata à Presidência da República pelo PSB. Beto Albuquerque será o vice. Natural da capital Rio Branco, no Acre, Maria Osmarina Marina da Silva Vaz de Lima nasceu em 1958 e passou a infância e ...
Mauro IasiMauro Iasi
PCB
Mauro Iasi é candidato ao cargo de Presidente da República pelo PCB (Partido Comunista Brasileiro). Natural da capital paulistana de São Paulo, Mauro Luís Iasi nasceu em 1960, é formado em História pela ...
Pastor EveraldoPastor Everaldo
PSC
Everaldo Pereira é candidato ao cargo de Presidente da República pelo PSC (Partido Social Cristão). Vice-presidente nacional do PSC, Everaldo Dias Pereira nasceu em 1956, é formado em Ciências Atuariais pela ...
Rui Costa PimentaRui Costa Pimenta
PCO
Rui Costa Pimenta é candidato ao cargo de Presidente da República pelo PCO (Partido da Causa Operária). Nascido na capital paulista de São Paulo em 1957, Rui Costa Pimenta é formado em Jornalismo pela Faculdade de ...
Zé MariaZé Maria
PSTU
Zé Maria é candidato ao cargo de Presidente da República pelo PSTU. Natural do município de Santa Albertina, em São Paulo, José Maria de Almeida nasceu em 1957 e é metalúrgico. Chegou a iniciar o curso de ...

Blogs

Postagens mais visitadas

HORÁRIOS DE ÔNIBUS - MARÍLIA

HORÁRIOS DE ÔNIBUS - MARÍLIA
ÔNIBUS