Buscar

Pelotão ninja para combater em protestos

Brasília vai avaliar uso de pelotão ninja em protestos

Os agentes são especializados em artes marciais e sem armas de fogo

Valter Campanato/ABr
Com reforço policial na Esplanada dos Ministérios, vários movimentos fazem protesto em frente ao Congresso Nacional, em Brasília
Vários movimentos fazem protesto em frente ao Congresso: em Brasília, o ministro da Justiça falou também sobre o projeto de lei elaborado pelo governo para coibir abusos nas manifestações
Sã Paulo - O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, afirmou nesta segunda-feira, 24, que o uso nas manifestações populares de um "pelotão ninja" da Polícia Militar - especializado em artes marciais e sem armas de fogo - será avaliado pelo governo federal e pelos secretários estaduais.
Segundo o secretário da Segurança Pública de São Paulo, Fernando Grella Vieira, a experiência no ato de sábado foi "exitosa".
"Houve inovação em relação à tática e ao comportamento da polícia de São Paulo. Evidentemente essa tática será avaliada. Há uma ação conjunta de secretários de Segurança com o governo federal para discutirmos permanentemente a tática adequada para garantir liberdade de manifestação e coibir os abusos que têm ocorrido em protestos ultimamente", afirmou o ministro Cardozo.
No entanto, ele não quis fazer uma avaliação mais aprofundada sobre a experiência, tampouco analisar se houve excessos dos policiais.
O ato contra a Copa reuniu 2,3 mil policiais e 1,5 mil manifestantes no centro paulistano e foi a estreia do "pelotão ninja". O comandante da Polícia Militar na região central da cidade, Celso Luiz Pinheiro, disse que a megaoperação foi um "sucesso" porque diminuiu os danos ao patrimônio (apesar de ao menos duas agências bancárias terem sido depredadas), o número de policiais e civis feridos e os confrontos com manifestantes.
"A estratégia foi um sucesso. Foi quase nula a utilização de substâncias químicas e não usamos elastômero (balas de borracha)", disse, indicando que o método deve ser aplicado nos próximos protestos.
Por outro lado, o número de pessoas detidas na noite de sábado chegou a 262, recorde em manifestações. Somados aos 135 detidos no protesto de 25 de janeiro, a quantidade de presos em atos neste ano (397) já é maior do que o total registrado em 2013, quando ocorreram 374 detenções, segundo a Secretaria da Segurança Pública.
fonte:http://exame.abril.com.br/brasil/noticias/brasilia-vai-avaliar-uso-de-pelotao-ninja-em-protestos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog

NOTÍCIAS

HORÁRIOS DE ÔNIBUS - MARÍLIA

HORÁRIOS DE ÔNIBUS - MARÍLIA
ÔNIBUS