Buscar

O adolescente Jonas de Araújo Leal Barroso, 16, foi executado com pelo menos 8 disparos de arma de fogo no Bairro Nova Marília

O adolescente Jonas de Araújo Leal Barroso, 16, foi executado com pelo menos 8 disparos de arma de fogo no fim da noite de sábado na rua Benedito Mendes Farias, Nova Marília, zona sul. A polícia trabalha com a hipótese de que um desentendimento com um colega de trabalho teria motivado o crime. A vítima não tinha passagem pela polícia. 
Segundo apurou o Diário, Barroso, apesar de menor de idade, conduzia motocicleta atuando como vigilante noturno. O principal suspeito do crime é um colega de trabalho, que teria vindo de Alagoas recentemente junto com a vítima. Um desentendimento provocou perseguição de moto pelas ruas do Nova Marília, culminando na morte de Barroso. Testemunhas revelaram que o menor era seguido por uma motocicleta com dois ocupantes.
O suspeito que não teve o nome revelado foi encontrado em uma residência na rua Narcisa Ribeiro, poucas horas após o crime. A polícia não encontrou armas, mas constatou que um dos pneus de sua moto estava vazio e com marcas de sarjeta. Levado ao plantão ele confessou uma desavença com a vítima, mas negou o crime e foi liberado. Um exame residuográfico para identificar vestígios de pólvora nas mãos do suspeito deve ficar pronto em 30 dias. 
O CRIME
Na rua onde Barroso foi encontrado, os policiais localizaram oito cartuchos deflagrados, no entanto, não se sabe quantos tiros efetivamente atingiram o corpo do jovem. A vítima estava caída próximo da guia e uma moto Honda CG 125 estava sobre seu corpo. O menor ainda recebeu atendimento da equipe de resgate dos Bombeiros. Mas em razão da gravidade do caso, a unidade de suporte avançado do SAMU também prestou socorro à vítima. 
Os médicos tentaram reanimar Jonas, no entanto, ele não resistiu à gravidade dos ferimentos e morreu enquanto era atendido pela equipe médica. Nas proximidades, os PMs encontraram alguns pertences de Jonas, tais como, uma carteira de couro marron contendo um cartão de saúde através do qual foi possível identificar o baleado. Os militares não localizaram testemunhas do crime e recolheram a moto por falta de licenciamento. 
Eles também apreenderam um capacete, vários cartões, recibos por pagamento de serviços prestados e a foto do adolescente. Os policiais efetuaram diligência pela área sul, no entanto, não há pistas sobre os autores do assassinato. 
O delegado Eduardo Tucunduva e investigadores do plantão estiveram no local e deram início às investigações. As primeiras informações indicam que o menor não tinha passagens pela polícia. O caso está sob responsabilidade do 2º DP e pela Delegacia de Investigações Gerais (DIG) com objetivo de identificar os autores e a motivação para o crime.

fonte:http://www.diariodemarilia.com.br/noticia/129151/adolescente-de-16-anos-e-executado-com-oito-tiros-no-nova-marilia

Blogs

Postagens mais visitadas

HORÁRIOS DE ÔNIBUS - MARÍLIA

HORÁRIOS DE ÔNIBUS - MARÍLIA
ÔNIBUS