Buscar

Os professores do Rio Grande do Norte decidiram entrar em greve por tempo indeterminado.

PROFESSORES ENTRAM EM GREVE E PODEM DEIXAR 280 MIL ALUNOS SEM AULAS NO RN

Paralisação dos docentes estaduais será por tempo indeterminado

Fonte: UOL Educação
Os professores da rede estadual de ensino do Rio Grande do Norte decidiram, em assembleia realizada nesta terça-feira (28), entrar em greve por tempo indeterminado. A paralisação deve começar amanhã (29).
As aulas nas escolas estaduais começaram hoje em todo o Rio Grande do Norte. Ao todo, 280 mil alunos estão matriculados na rede.
Segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Rio Grande do Norte, a greve é para cobrar o cumprimento por parte do governo de acordos firmados em 2013.
Nove pontos específicos compõem a pauta, entre revisão do plano de carreira, avanço de uma categoria (letra) no plano de carreiras, aumento da gratificação dos diretores, mecanismo de concessão de licenças-prêmios e ajuste do déficit na correção salarial de 2013.
A categoria ainda quer a convocação dos concursados. Segundo o governo do Estado, a rede tem 10 mil professores.
O sindicato informou ainda que o acordo com o governo foi fechado logo após a greve no início do ano letivo de 2013. Em agosto, um novo acordo foi fechado, mas não teria sido cumprido novamente.
Em nota, o sindicato disse que "as escolas da rede estadual continuam sucateadas e se deteriorando, o número de professores é insuficiente para a demanda, falta suporte pedagógico e os profissionais estão insatisfeitos com as péssimas condições de trabalho e com o descaso."
Corte do ponto
Contatada pelo UOL, a Secretaria de Educação do Rio Grande do Norte disse que não vê motivos para uma paralisação, que classificou como "política" em vistas do ano eleitoral.

A secretaria informou, por meio da assessoria de imprensa, que o órgão vai cortar o ponto dos professores que não forem à sala de aula a partir desta quarta-feira.
Ainda segundo o governo, boa parte das cobranças do sindicato já foi atendida e anunciada na última sexta-feira (24) pela governadora Rosalba Ciarlini (DEM).
Entre as medidas anunciadas pelo governo estão o reajuste de 8,32%, análise de progressões represadas desde 2006, concessão de um avanço de letras a todos os professores e aumento da gratificação dos diretores.
A secretaria ainda disse que publicou no Diário Oficial os integrantes de uma comissão que vai revisar o plano de carreiras da categoria
Segundo o governo, as aulas ocorreram normalmente nas escolas nesta terça-feira. Apenas 32 escolas que estão em obras ou prestes a iniciar ainda não iniciaram o ano letivo. 

Blogs

Postagens mais visitadas

HORÁRIOS DE ÔNIBUS - MARÍLIA

HORÁRIOS DE ÔNIBUS - MARÍLIA
ÔNIBUS