Buscar

Uma cena chocante marcou aquela que pode ser a última luta de Anderson Silva no MMA.

Divulgação
Uma cena chocante marcou aquela que pode ser a última luta de Anderson Silva no MMA. No início do segundo round, o brasileiro deu um forte chute e sua canela bateu na altura do joelho de Chris Weidman, sofrendo uma horrível fratura. Assim, o norte-americano manteve o cinturão dos pesos médios no UFC 168 e o resultado é considerado nocaute técnico.

"Primeiramente, eu queria dizer que não importa o que acontecesse hoje, ele ainda é o melhor de todos os tempos. Esse cara merece muito. Não queria que tivesse sido dessa maneira", disse Weidman. "Essa foi a primeira coisa que tive que estudar e trabalhar, acho que ele faz isso muito bem. Os chutes dele machucam bastante."
Muito se falou em um golpe de sorte no combate de julho passado, principalmente por conta das brincadeiras e provocações do Spider durante o combate, mas agora Weidman mostrou que pode manter o título até 84kg do Ultimate por muito tempo. Ele nem mesmo se importou com a torcida brasileira, que compareceu em peso à arena em Las Vegas.
Agora, o campeão deve ter outro brasileiro em seu caminho. O veterano Vitor Belfort já tem prometido e apalavrado por Dana White sua segunda chance de disputar o cinturão dos médios, depois de ter sido nocauteado pelo próprio Anderson em fevereiro de 2011.
A luta - Logo no primeiro clinch, Anderson até conseguiu se defender da queda, porém, levou um cruzado na têmpora e acabou indo ao chão. Por pouco, o knock-down não virou nocaute para o norte-americano. Chris ficou dentro da guarda do brasileiro e bateu no ground and pound. Silva ficou perto de ser derrotado logo no período inicial.
O brasileiro voltou bem para o segundo round, partindo para cima e acertando bons golpes no norte-americano. Mas em um chute baixo muito forte, a perna de Anderson pegou em cheio no joelho de Weidman. O osso quebrou no meio em uma cena muito feia. Silva teve de sair de maca e chorando muito do octógono.Uma cena chocante marcou aquela que pode ser a última luta de Anderson Silva no MMA. No início do segundo round, o brasileiro deu um forte chute e sua canela bateu na altura do joelho de Chris Weidman, sofrendo uma horrível fratura. Assim, o norte-americano manteve o cinturão dos pesos médios no UFC 168 e o resultado é considerado nocaute técnico.
"Primeiramente, eu queria dizer que não importa o que acontecesse hoje, ele ainda é o melhor de todos os tempos. Esse cara merece muito. Não queria que tivesse sido dessa maneira", disse Weidman. "Essa foi a primeira coisa que tive que estudar e trabalhar, acho que ele faz isso muito bem. Os chutes dele machucam bastante."
Muito se falou em um golpe de sorte no combate de julho passado, principalmente por conta das brincadeiras e provocações do Spider durante o combate, mas agora Weidman mostrou que pode manter o título até 84kg do Ultimate por muito tempo. Ele nem mesmo se importou com a torcida brasileira, que compareceu em peso à arena em Las Vegas.
Agora, o campeão deve ter outro brasileiro em seu caminho. O veterano Vitor Belfort já tem prometido e apalavrado por Dana White sua segunda chance de disputar o cinturão dos médios, depois de ter sido nocauteado pelo próprio Anderson em fevereiro de 2011.
A luta - Logo no primeiro clinch, Anderson até conseguiu se defender da queda, porém, levou um cruzado na têmpora e acabou indo ao chão. Por pouco, o knock-down não virou nocaute para o norte-americano. Chris ficou dentro da guarda do brasileiro e bateu no ground and pound. Silva ficou perto de ser derrotado logo no período inicial.
O brasileiro voltou bem para o segundo round, partindo para cima e acertando bons golpes no norte-americano. Mas em um chute baixo muito forte, a perna de Anderson pegou em cheio no joelho de Weidman. O osso quebrou no meio em uma cena muito feia. Silva teve de sair de maca e chorando muito do octógono.

Um comentário:

Seguidores

Seguidores Blog Cidade de Marília

HORÁRIOS DE ÔNIBUS - MARÍLIA

HORÁRIOS DE ÔNIBUS - MARÍLIA
ÔNIBUS