Buscar

ESCOLAS DE TEMPO INTEGRAL EM MARÍLIA E REGIÃO A PARTIR DE 2014

CLEL RIBEIRO
A secretaria de Educação está investindo R$ 4,3 milhões nas obras de escolas que vão adotar novo modelo educacional de ensino integral. Só na cidade de Marília serão quatro escolas que funcionarão, a partir de 2014, com este modelo, e em toda região serão onze. Atualmente, apenas a Escola Estadual Amilcare Mattei funciona com o novo modelo.
Nas escolas de ensino integral, a jornada é de oito horas e meia no Ensino Fundamental e de nove horas e meia no Ensino Médio, incluindo três refeições diárias. A estrutura conta com salas temáticas de português, história, arte e geografia, além de salas de leitura e informática. Na matriz curricular, os alunos terão orientação de estudos, prática de ciências, preparação acadêmica e para o mundo do trabalho e auxílio na elaboração de um projeto de vida, que consiste em um plano para o seu futuro.
A escola estadual Edson Vianei, localizada no bairro Palmital, zona norte da cidade, está sendo preparada para a implantação do novo modelo com a ampliação da sala de informática e construção de laboratórios para oferecer atividades diversificadas aos alunos do ensino médio que passarão até nove horas e meia por dia na unidade escolar.
Segundo a coordenadora pedagógica da escola, Kátia Gisele Domingues Marandola, a escola também está recebendo adaptação de refeitório, cozinha e despensa, banheiros e vestiários.
“Estamos muito entusiasmados com essa nova proposta, já poderemos promover a formação de alunos mais autônomos, independentes e que poderão, ao longo dos anos do ensino médio, elaborar seu projeto de vida sendo um aluno protagonista da sua própria história”, contou.
Segundo a diretora da Edson Vianei, Luceli Aparecida Calle, a escola está recebendo matrículas de novos alunos e também está elaborando planejamento para que os alunos formem clubes interdisciplinares que vão ajudar na formação de cada um como um todo.
“No novo modelo, o educador tem a possibilidade de acompanhar os alunos por mais tempo e desenvolver ações além do currículo básico, contribuindo ainda mais para a formação integral, pedagógica e social dos nossos alunos”, afirmou.
A diretora ainda destacou que na escola devem ser desenvolvidas atividades complementares paralelas ao conteúdo educacional normal, como clubes estudantis de fotografia, dança, aprimoramento de disciplinas para o vestibular e tantas outras que podem ser inclusive sugeridas pelos alunos em conjunto com os professores.
Em todo o estado estão abertas duas mil vagas para educadores da rede interessados em lecionar nas 178 unidades de ensino que vão ser incluídas no programa no próximo mês.
Atualmente, o Estado possui 69 escolas com o novo modelo de ensino integral atendendo a 20 mil estudantes. No ano que vem, serão 178 unidades, nas quais serão atendidos 53 mil alunos do Ensino Fundamental II e do Ensino Médio.

Blogs

Postagens mais visitadas

HORÁRIOS DE ÔNIBUS - MARÍLIA

HORÁRIOS DE ÔNIBUS - MARÍLIA
ÔNIBUS