Buscar

Rebelião em presídio com muitos reféns - São Paulo

Dois presos morreram e pelo menos 68 visitantes, incluindo idosos, crianças e mulheres grávidas, são mantidos reféns desde as 11h de domingo (14) por detentos da Penitenciária de Itirapina, no interior de São Paulo. Dois presos teriam sido mortos após desentendimento com outros detentos, informou a Secretaria de Administração Penitenciária (SAP).
O tumulto começou depois que uma mulher, que visitava o marido, foi barrada durante a revista na portaria. Ele protestou e teve início uma confusão. Os presos não deixaram os visitantes saírem da penitenciária. 
Um funcionário do presídio, que pediu anonimato, disse que o que houve foi um desentendimento entre os detentos. "Não é uma rebelião", afirmou, acrescentando que as celas não foram depredadas nem incendiadas.
Os detentos querem que o horário de visitas seja ampliado até as 16 horas. Hoje, o horário termina às 15 horas. Além dessa reivindicação, os presidiários querem ter celulares, segundo a Polícia Militar, que também evitou falar em rebelião e confirmou a morte de dois detentos.
Os reféns continuavam em poder dos presos até a manhã dessa segunda-feira. A negociação com os presos para a libertação dos reféns é feita por policias militares e pela direção do presídio. Com capacidade para 210 detentos, a Penitenciária de Itirapina possui atualmente 602 presos.
Às 6h30 de hoje, foram acionados os soldados da tropa de choque da Polícia Militar. A SAP informou que a medida é normal neste tipo de ocorrência.
*com Agência Estado

Blogs

Postagens mais visitadas

HORÁRIOS DE ÔNIBUS - MARÍLIA

HORÁRIOS DE ÔNIBUS - MARÍLIA
ÔNIBUS