CE: governo reduz em até 40% salário de professores da rede pública

  atualizado às 11h16

Projeto prevê a redução através do corte de gratificações dos educadores

Um projeto enviado pelo prefeito de Juazeiro do Norte, Raimundo Macedo (PMDB), foi aprovado na semana passada pela Câmara Municipal sob protestos e deve reduzir em até 40% o salário dos professores da rede pública do município. A votação - que contou com com 12 votos favoráveis, quatro contrários e três abstenções - acabou em conflito entre vereadores, educadores e Polícia Militar. Atualmente, professores de Juazeiro recebem cerca de R$ 2,2 mil - valor acima do piso estabelecido pelo Ministério da Educação, de R$ 1.567,00. As informações são do jornal O Povo.

Além de reduzir o salário dos professores - através do corte de gratificações de insalubridade - a medida também aumenta a carga horária e retira direitos da categoria, como benefícios para educadores próximos da aposentadoria ou aqueles que ficarem doentes no exercício da profissão. Com os descontos aprovados, educadores poderão perder até R$ 600 da folha mensal. O projeto foi aprovado sob vaias dos professores e envolveu bate-boca entre o presidente da Câmara de Juazeiro, Antônio de Lunga (PSC), e vereadores da oposição. O líder do governo na Câmara, Nivaldo Cabral (DEM), defendeu o projeto dizendo que professores de Juazeiro têm salários acima do piso pago no Ceará e que a folha da prefeitura estaria “inviável”.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Candidatos que ainda não fazem parte da rede poderão realizar, pela primeira vez, um cadastro online

Marília recebe Mostra de Teatro Infantil

XV Encontro de Canto Coral de Marília acontece no Teatro Municipal

ARMAS APREENDIDAS DENTRO DE ÔNIBUS EM MARÍLIA

Bruno Borges, apareceu depois quase 5 meses

O Instituto de Previdência do Município de Marília – IPREMM informa que efetuou o pagamento do saldo de sua folha de segurados, aposentados e pensionistas, previsto para o 5.º dia útil do mês de agosto.