Buscar

PÓS GRADUAÇÃO A DISTÂNCIA - UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES


PÓS-GRADUAÇÃO A DISTÂNCIA 2012, CREDENCIADA PELO MEC PORTARIA 1282, DE 26/10/10, PÁG. 38

CURSOS: COMPLEMENTAÇÃO PEDAGÓGICA (HABILITAÇÃO: SUPERVISÃO ESCOLAR, GESTÃO ESCOLAR, COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA, ORIENTAÇÃO EDUCACIONAL, FUNDAMENTAL I E ED. INFANTIL). PSICOPEDAGOGIA, PSICOMOTRICIDADE, LUDOPEGAGOGIA, EDUCAÇÃO AMBIENTAL, EDUCAÇÃO MUSICAL, EDUCAÇÃO ESPECIAL, ENSINO (PORTUGUÊS, INGLÊS, ESPANHOL, LINGUÍSTICA, LITERATURA, FILOSOFIA, ARTES, BIOLOGIA, HISTÓRIA, MATEMÁTICA, QUÍMICA E SOCIOLOGIA), INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃO, CIÊNCIAS DA RELIGIÃO, ALFABETIZAÇÃO INFANTIL, EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR E DOCÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR.

CARGA HORÁRIA: 495 HORAS
ENCONTROS PRESENCIAIS: 2
LIÇÕES PELA INTERNET: NÃO
LIÇÕES POR APOSTILA: SIM
VALOR: 15 X 148,00 COM APOSTILAS INCLUSAS
INFORMAÇÕES COM ALEX: FIXO 2402-0057, TIM 7077-7078, OI 8077-2798, VIVO 7505-8673

Nerilza Paredes e Tiago Abreu no Bosque Municipal de Marília




Amanhã Domingo no Bosque de Marília a partir das hs 15:00 da tarde em dueto com Tiago Abreu, no projeto bosque esperamos vocês lá bjuss no coração com carinho Nerilza Paredes.

Marília: Arte, Atividades, Artesanatos e Crochês: Bolinho de Mandioca

Marília: Arte, Atividades, Artesanatos e Crochês: Bolinho de Mandioca: Bolinhos de Mandioca Ingrediente  500 g de mandioca cozida e amassada 1 ovo 1 xícara de cebolinha picada Tomate sem pele e sem semente Pim...

PMDB lança chapa pura para vencer a eleição em Marília 27 de Junho de 2012

PMDB lança chapa pura para vencer a eleição em Marília
Na convenção do PMDB de Marília na próxima sexta, 29 de junho, deverão ser confirmados os nomes do empresário Antonio Augusto Ambrósio, o Tato, a prefeito e da advogada Adriana Ferrari Petruzza como vice-prefeita. Ambos são do partido. Nomes conhecidos e respeitados, com grande respaldo popular, por consenso, foram indicados pelo diretório, formando uma chapa pura, com chances reais de vencer a eleição.
"Foi uma escolha feliz e acertada. São duas pessoas envolvidas com Marília, que conhecem seus problemas e têm competência para resolvê-los. É uma chapa muito forte para administrar essa grande e importante cidade", comentou o deputado Baleia Rossi, presidente do PMDB do Estado de São Paulo, que na última terça-feira, 26 de junho, recebeu Tato e Adriana na capital.
Respeitado empresário do setor de metalurgia, que se destaca também pela forte atuação social em Marília, Tato explica que viu no PMDB o melhor caminho para disputar um cargo público e poder colocar sua experiência como administrador a favor da população de Marília. Ele se filiou ao PMDB há pouco mais de um ano.
"O que me motivou foi a abertura e as transformações que essa jovem liderança, o deputado Baleia Rossi, juntamente com outros companheiros, promoveu no PMDB. Fui muito bem recebido. Sinto-me em casa e conto com o apoio deles para podermos executar nossos projetos", observou Tato.

Antônio Augusto Ambrósio, o Tato, 64 confirmou ontem sua pré-candidatura a prefeito de Marília pelo PMDB. - fonte: Jornal Diário


O empresário e diretor da Estruturas Metálicas Brasil, Antônio Augusto Ambrósio, o Tato, 64, confirmou ontem sua pré-candidatura a prefeito de Marília pelo PMDB. Em entrevista ao Jornal Diário, ele elencou que a prioridade de seu possível plano de governo será o bem-estar da população através de ações em setores como saúde, educação, lazer e segurança.
Natural de Londrina (PR), Tato adotou Marília como sua cidade e vê nela um grande potencial de crescimento e desenvolvimento. Por isso, resolveu aceitar o desafio de se tornar um pré-candidato ao chefe do executivo. “Tenho como ideal dar dignidade às pessoas e acima de tudo elevar a qualidade de vida”, comentou.
Ele relaciona como principais problemas enfrentados na cidade a falta d’água, o destino de lixo e o asfalto, porém não revela projetos específicos para cada setor. “Prefiro falar sobre o planejamento especifico quando eu for oficialmente candidato ao cargo, mas como administrador pretendo fazer o máximo”, disse.
Em relação as coligações que o PMDB deverá fazer para as eleições de 2012, Tato também não revela detalhes e comenta que esse é um assunto de responsabilidade exclusiva do partido.
Amistoso, o empresário procura não se indispor com seus possíveis adversários políticos e no decorrer da entrevista preferiu não comentar sobre os últimos episódios ocorridos em Marília. “Não tenho mágoas de nenhum dos pré-candidatos e espero que eles também não tenham nada contra mim. Cada um tem o direito de pleitear sua candidatura”, finaliza.
Fonte: http://www.diariodemarilia.com.br/Noticias/110023/Pr-candidato-pelo-PMDB-Tato-revela-prioridades-caso-eleito

Metalúrgicas em Marília


INDÚSTRIA METALÚRGICA ANDRA

AV. rEPÚBLICA 6734

 Marília, SP (14)3425-3045

Curso para concursos em Marília

CURSO INTENSIVO PARA O CONCURSO ESCREVENTE TÉCNICO JUDICIÁRIO - TJ/SP


  • INÍCIO DIA 10/07/12 
    TURMAS MANHÃ (8H10 ÀS 11H50) E NOITE (19H10 ÀS 22H50)
    CONCURSO AUTORIZADO MAIS DE 1.000 VAGAS
    SÁLARIO R$ 3.103,00 + BENEFÍCIOS



    Opção Concursos
CURSO INTENSIVO PARA O CONCURSO ESCREVENTE TÉCNICO JUDICIÁRIO - TJ/SP

Chaveiro e consertos em Marília


Chaveiro Cavallari
Aberturas em geral – Consertos e cópias
 Júlio C. Cavallari

Cel.: 9704-0323
Disk Chaves: 3453.5981
                       3413.2147

Av.República, 3185 
B.Palmital – Marília-SP 

Professores da Escola Municipal José de Anchieta, em Sumaré (SP) Fazem protestos contra a repercussão da carta aos pais ...


Professores protestam contra repercussão do caso de docente que sugeriu "cintadas" em aluno

Educadores querem ser ouvidos por instâncias maiores

http://i2.r7.com/escola-municipal-jose-de-anchieta-hg-20120626.jpgProfessores da Escola Municipal José de Anchieta, em Sumaré (SP), fizeram uma manifestação na manhã desta quinta-feira (28) em frente à unidade educacional para pedir melhores condições de trabalho e protestar contra a repercussão do caso da educadora do mesmo colégio que, em um bilhete enviado aos pais de um aluno, sugeriu que fossem dadas "cintadas" e "varadas" no estudante, para educá-lo.

Com cartazes e faixas, os docentes pediram para ser ouvidos por instâncias maiores para garantir seus direitos. A direção da escola informou que o protesto foi feito por professores do período da manhã e as aulas não foram interrompidas. 

Por meio de nota, a Secretaria Municipal de Educação informou que, antes do protesto, o titular da Pasta, Emílio Augusto, esteve com o corpo docente e se colocou à disposição para ouvir os professores. Segundo o secretário, durante as duas horas de reunião, diversos assuntos que envolvem a categoria foram abordados, mas o principal enfoque foi a repercussão do caso.


No dia 12, um comerciante e sua esposa receberam da professora de português do filho de 12 anos um bilhete sugerindo agressão como forma de educar o estudante: "Quer conversar com o seu filho? Se a conversa não resolver. Acho que umas cintada vai resolver (sic). Porque não é possível que um garoto desse tamanho e idade, não consiga evitar encrecas (sic). Esqueça tudo que esses psicólogos fajutos dizem e parta para as varadas", dizia o manuscrito. 

Segundo o pai, o filho, em tratamento após passar por diversos médicos por problemas de déficit de aprendizado, sofre bullying há ao menos dois anos. A prefeitura afastou a professora temporariamente, abriu sindicância para apurar o caso e informou que o bilhete foi encaminhado aos pais sem consentimento da direção da escola. Também informou que ofereceu acompanhamento psicológico para a educadora.

O caso tem causado repercussão nas entidades ligadas à educação. Segundo pesquisa do sindicato dos professores de São Paulo, mais de 26% dos profissionais trabalham sob forte estresse e com problemas sérios de doença. 

O desrespeito dos estudantes em sala de aula e os baixos salários são alguns dos fatores que contribuem para esse quadro.



Comentário do editor: Essa é a sociedade do nivelamento de adultos com crianças, professores, alunos e pais...polícia e bandido; essa é a sociedade que nivelou professores com alunos, professores estão sendo tratados como idiotas...esse é o nivelamento que deu a essa sociedade uma sensibilidade tola...e tonaram os filhos surreais  figuras,  irrepreensíveis, intocáveis...   

Católicos diminuem...Correio Braziliense


Católicos diminuem e evangélicos chegam a cerca de 42 milhões de adeptos

Publicação: 29/06/2012 11:22 Atualização: 29/06/2012 11:29
Com base nos últimos dados dos censos do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o número de católicos brasileiros diminuiu 9%, desde o ano 2000. Embora a maioria da população brasileira seja católica, a religião vem perdendo adeptos desde o primeiro Censo, realizado em 1872. Até 1970, a proporção de católicos variou 7,9 pontos percentuais, reduzindo de 99,7%, em 1872, para 91,8%. Atualmente, os números passaram de 73,6% em 2000 para 64,6% da população, em 2010.

Esta redução no percentual de católicos ocorreu em todas as regiões, mantendo-se mais elevada no Nordeste (de 79,9% para 72,2% entre 2000 e 2010) e no Sul (de 77,4% para 70,1%). Entre os estados, o menor percentual de católicos foi encontrado no Rio de Janeiro, sendo 45,8% em 2010.

Com relação aos evangélicos, em 30 anos, o percentual passa de 6,6% para 22,2%, apontando um aumento de cerca de 16 milhões de pessoas. Em 2000, eles representavam apenas 15,4% da população. Em dez anos, passaram de cerca de 26 milhões de adeptos para 42 milhões de brasileiros.


A pesquisa indicou também o aumento de 8,0% dos brasileiros que se declararam sem religião. Os dados registram mais de 15 milhões de pessoas.

Grau de instrução

Outra informação do Censo 2010 foi a importante diferença dos espíritas para os demais grupos religiosos em relação ao nível de instrução. Este grupo religioso, que soma quase 4 milhões de adeptos, possui a maior proporção de pessoas com nível superior completo, chegando a 31,5% e as menores percentagens de indivíduos sem instrução, apenas 1,8%. 

Os católicos, os sem religião e evangélicos pentecostais são os grupos com as maiores proporções de pessoas de 15 anos ou mais de idade sem instrução.

fonte:

Faculdade à distancia com polo em Marília


UNOPAR  MARÍLIA 

Av Santo Antônio, 710

Centro - Marília - SP
Tel: (14) 3301-3218

Aluno foi esfaqueado dentro de escola...


MORRE ALUNO ESFAQUEADO NA ESCOLA NO PARÁ


Adenilson Miranda dos Santos, o adolescente de 14 anos esfaqueado na última segunda-feira (25), emParagominas, sudeste do Pará, não resistiu aos ferimentos e morreu na noite desta terça-feira (26), em Belém, de acordo com o Instituto Médico Legal (IML). Ele havia sido transferido para o Hospital Metropolitano, situado na Região Metropolitana de Belém, para continuar procedimento médico iniciado no Hospital Municipal de Paragominas.
Ainda durante a manhã desta quarta-feira (27) será feita a necropsia do corpo. A mãe do adolescente está em Belém para acompanhar o procedimento e fazer a liberação do corpo.
A prefeitura de Paragominas informou, por meio da Secretaria de Educação, que está tomando todas as medidas necessárias para a transferência do corpo do adolescente, pra ser velado e enterrado em Paragominas ainda nesta quarta. "Desde segunda-feira (25), a Semec toma as medidas cabíveis, apoiando a família da vitima, com psicólogos e assistentes sociais, também acompanhando junto ao Conselho Tutelar, Policia Civil e Ministério Público, que procedem com o caso. O menor agressor esta foragido", informou a prefeitura.
O agressor tinha 13 anos. O primeiro atendimento da vítima foi feito no Hospital Municipal de Paragominas, onde foi operado, mas teve de ser transferido para Belém por conta da gravidade dos ferimentos. Segundo a prefeitura, o motivo da agressão aconteceu fora dos muros da escola.
Segundo a mãe da vítima, os dois haviam se desentendido por causa de disputa de "pipas". Informamos que o aluno agressor também estuda na escola, mas no turno da tarde (oposto), participa do Programa de Educação Integral, com atividades no contra-turno escolar, por isso teve livre acesso à escola. A prefeitura afirma ainda que esses casos de violência escolar são raros em Paragominas.
Entenda o caso
Um adolescente de 14 anos foi esfaqueado nesta segunda-feira (25) por um colega dentro de uma escola municipal em Paragonimas (PA), sudeste do estado. O jovem chegou a perder um dos rins, teve complicações e não resistiu.
Segundo a polícia e a direção da escola, o caso teria acontecido devido a uma briga por pipas no último domingo (24) e teria sido premeditado. De acordo com o delegado que investiga o caso, Alberone Lobato, diretor da Seccional de Paragominas, como o adolescente que agrediu o colega não foi localizado, foi solicitado a busca e apreensão do rapaz.

Citações para Trabalhos Acadêmicos e materiais para trabalhos escolares e acadêmicos: Temas contemporâneos: Imediatismos, violência, sex...

Citações para Trabalhos Acadêmicos e materiais para trabalhos escolares e acadêmicos: Temas contemporâneos: Imediatismos, violência, sex...: Possibilismo Imediatista De repente se cria um astro da música e da televisão, De repente um craque de futebol, De repente a comida feita,...

Centro de Língua - CEL - Marília, Garça e Pompéia


EE “Cultura e Liberdade” – Rua Dr. José de Moura Resende, 400 – Centro – Pompéia-SP;
EE “Hilmar Machado de Oliveira” – Rua Fausto Floriano de Toledo, 35 - V. Williams -Garça- SP;
EE “Monsenhor Bicudo” – Av. Rio Branco, 803 – B. Alto Cafezal – Marília- SP.


Idiomas


1) CEL vinculado à EE “Monsenhor Bicudo”: Francês, Alemão,  Espanhol,  Italiano e Japonês;
2) CEL vinculado à EE “Hilmar Machado de Oliveira”: Espanhol;
3) CEL vinculado à EE “Cultura e Liberdade”: Espanhol e Japonês

Pais de aluna que tirou foto das nádegas de uma professora terão indeniza-lá


Justiça condena pais de aluna a indenizarem professora que teve foto das nádegas divulgada na internet

27/06/2012 - 12h20 | do UOL Notícias


Do UOL, em São Paulo
A Justiça do Rio de Janeiro condenou os pais de uma aluna da escola Escola Rural São Vicente de Paula, em Campo Grande, zona oeste do Rio, a pagarem uma indenização de R$ 5.000 para a professora da filha. A menina é acusada de ter tirado uma foto das nádegas da docente e divulgado na rede social Orkut com a descrição "televisão de 42 polegadas". O caso aconteceu em 2009. 
Segundo o processo, a professora ficou sabendo da foto por meio de alunos da própria escola. Os pais da menina afirmam que a filha nega ter cometido o ato, mas mesmo assim procuraram a professora para se desculparem. Eles também questionam a falta de provas de que a fotografia foi tirada pelo aparelho celular da garota e dizem que "houve exagero da professora que poderia ter levado o caso para a direção da escola, pois se tratava de uma questão geral, visto que todos os alunos a difamaram". 
A professora pediu uma indenização de R$ 24 mil. O valor foi reduzido para R$ 12 mil e, por fim, a 10ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio decidiu que os pais da garota deverão pagar R$ 5.000 por danos morais. Segundo o relator do caso, desembargador José Carlos Varanda, o fato violou o direito de imagem e gerou constrangimento para a professora. 

Comentário do editor: ai estão os adolescentes deitando e rolando na falta de autoridades de professores, pais e adultos...essa é a pedagogia do nivelamento. Adultos são responsáveis pelas idiotices que crianças e adolescentes venham cometer,  porém não possuem autoridades nem uma sobre eles! é incoerente e ridículo! 


Aprovado 10% do PIB para a educação


Câmara aprova Plano de Educação com destinação de 10% do PIB
26 de junho de 2012  22h26


Após 18 meses de tramitação, a Câmara aprovou o Plano Nacional de Educação (PNE). A proposta, aprovada por unanimidade, inclui uma meta de investimento de 10% do Produto Interno Bruto (PIB) em educação, a ser alcançado no prazo de 10 anos.
Esse era o ponto mais polêmico do projeto, após muitas negociações o relator apresentou um índice de 8% do PIB, acordado com o governo. Mas parlamentares ligados à educação e movimentos sociais pressionavam pelo patamar de 10%.
O relator da matéria, Ângelo Vanhoni (PT-PR), acatou um destaque do deputado Paulo Rubem Santiago (PDT-PE) que aumentava o patamar de 8% do PIB proposto pelo governo para 10%. Conforme o texto aprovado, a determinação é que se amplie os recursos para educação dos atuais 5,1% do PIB para 7%, no prazo de cinco anos, até atingir os 10% ao fim de vigência do plano. A proposta agora segue para o Senado.
O PNE estabelece 20 metas educacionais que o País deverá atingir no prazo de 10 anos. Além do aumento no investimento em educação pública, o plano prevê a ampliação das vagas em creches, a equiparação da remuneração dos professores com a de outros profissionais com formação superior, a erradicação do analfabetismo e a oferta do ensino em tempo integral em pelo menos 50% das escolas públicas. Todos esses objetivos deverão ser alcançados no prazo de dez anos a partir da sanção presidencial.
A conclusão da votação do PNE, adiada diversas vezes, se deu em parte pela pressão dos estudantes que lotaram o plenário da comissão. Uma caravana da União Nacional dos Estudantes (UNE) e da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes), com cerca de 200 alunos dos ensinos médio e superior, permaneceram na comissão durante toda a reunião pedindo a aprovação do projeto.
"Nós soubemos que havia uma tentativa de adiar essa votação para depois das eleições, então nos entendemos que era fundamental ocupar o plenário para constranger e impedir que isso fosse feito", explicou o presidente da UNE, Daniel Iliescu.
Vanhoni disse que foi uma negociação difícil com o governo ao longo de toda a tramitação do plano, principalmente com a área econômica. A primeira versão apresentada pelo Ministério da Educação (MEC) previa um índice de investimento de 7% do PIB que posteriormente foi revisto para 7,5% até ser elevado para 8% na semana passada.
"Quando recebi essa tarefa (de ser relator do PNE) pensei que não estivesse a altura, mas procurei conhecer profundamente todos os problemas da educação. Persegui construir um plano que pensasse desde o nascimento da criança até a formação dos doutores. Um PNE que não deixasse nenhuma criança fora da escola, mas que fosse uma escola diferente que pudesse cumprir um papel social de transformar as pessoas. O governo mandou um texto que não correspondia, na nossa visão, às necessidades do nosso País", disse o deputado.
A bandeira dos 10% do PIB para área é causa antiga dos movimentos da área e foi comemorado por estudantes e outros movimentos que acompanharam a votação. "Para nós os 10% (do PIB para a educação) é o piso para que o Brasil tome a decisão de concentrar investimento em educação. Vem uma década chave aí pela frente de oportunidades para o País com Copa do Mundo, Olimpíadas, pré-sal", disse o presidente da UNE.
A aprovação também foi comemorada pela Campanha Nacional pelo Direito à Educação, entidade que congrega vários movimentos da área e sempre defendeu que a proposta de 8% do PIB apresentada pelo governo era insuficiente. "A diferença entre os 8% e os 10% está basicamente no padrão de qualidade. É possível expandir as matrículas com 8% do PIB, a diferença está na qualidade do ensino que será oferecida que não fica garantida com o patamar defendido anteriormente", comparou o coordenador-geral da entidade, Daniel Cara.

Drogas nas escolas


CONSUMO DE DROGAS AVANÇA NAS ESCOLAS

Último levantamento feito pela Secretaria Nacional Antidrogas (Senad) mostrou que 31,6% dos jovens entrevistados nas redes pública e particular do Distrito Federal consumiram drogas pelo menos uma vez

Fonte: Correio Braziliense (DF)

Hoje, faz 25 anos da instituição do Dia Internacional de Combate às Drogas pela Organização das Nações Unidas (ONU). Passadas duas décadas, no entanto, a situação se agrava, com o número elevado de dependentes químicos e o consequente aumento da oferta de entorpecentes por parte dos traficantes. Para os criminosos, os estudantes dos Ensinos fundamental e médio são os alvos preferidos. O último levantamento feito pela Secretaria Nacional Antidrogas (Senad), órgão vinculado ao Ministério da Justiça, mostrou que um terço dos 2.425 jovens entrevistados nas redes pública e particular do Distrito Federal — 31,6% — consumiu drogas pelo menos uma vez. Do total de crianças e adolescentes ouvidos no estudo de 2010, 1,1% admitiu o uso frequente.Entre os que confirmaram ter experimentado pelo menos uma vez na vida, 32,2% eram do sexo feminino e 30,8%, homens. O estudo mostrou ainda que 10,2% tinham entre 10 e 12 anos. E 51,3%, entre 16 e 18 anos. Já a proporção de estudantes brasilienses que consomem cocaína passou de 1,8%, em 2004, para 4,1% em 2010 (leia arte). Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), em todo o mundo, há mais de 200 milhões de usuários de drogas — 40 milhões são dependentes.
Aos 14 anos, Paulo* usou cocaína, maconha e alucinógenos. Ficou viciado aos 12 e logo começou a traficar para ganhar dinheiro e sustentar o vício. Também matou um amigo, por dívidas com entorpecentes. O adolescente via a Escola como um lugar lucrativo. Na mochila, escondia maconha, crack e cocaína para vender aos colegas. “A polícia fazia a revista na gente só na hora da saída, mas, daí, já tinha acabado tudo. Eu começava vendendo às 6h e só parava às 22h. Em um dia, eu já fiz R$ 1 mil. Durante a madrugada, dava para fazer até R$ 2 mil”, contou.
Paulo será pai. A namorada, de 15 anos, está grávida. O jovem contou ao Correio ter matado mais três pessoas, entre eles, um homem, durante um roubo de carro em São Sebastião. A vítima estava em um Fiat Uno. Mesmo após tantos assassinatos, o garoto ficou menos de dois meses internado no Centro de Atendimento Juvenil Especializado (Caje), em razão do terceiro homicídio. “Para mim, o que eu passei lá foi muito. Quarenta e cinco dias parecem dois anos”, disse.
As drogas também fizeram um estrago na vida de Renato, 14 anos. Ele vive há uma semana em uma casa de recuperação para se livrar do vício do crack. O consumo era feito com o próprio pai. “Ele tem uma plantação de maconha em casa e vende até hoje. Quando o meu pai fumava crack, caíam umas pedrinhas no chão e eu pegava para fumar também”, contou.
O menino usa drogas desde os 10 anos. Há menos de um mês, Renato perdeu a irmã. Um homem entrou na casa onde a família mora e estuprou e matou a jovem. Sob o efeito de drogas, ninguém da família viu o autor da barbárie. Por causa do crack e de outras drogas, Renato parou de estudar na 3ª série do Ensino fundamental. “Eu não quero mais isso para mim, não. Quero ser cientista para acabar com essa droga no mundo”, disse o garoto, que sonha em prestar vestibular para engenharia.
Prevenção
A chefe do Núcleo de Coordenação de Direitos Humanos da Secretaria de Educação, Maraísa Bezerra Lessa, informou que a prevenção tem sido o foco na política de enfrentamento ao crack nos colégios da capital federal. Um curso de prevenção para 1,5 mil Educadores será oferecido em parceria com a Universidade de Brasília (UnB) e a Senad até julho.

No último dia 18, uma palestra sobre drogas também foi ministrada para sensibilizar Professores quanto a importância de se tratar o tema em sala de aula. “A Escola tem que incentivar o espírito crítico. A dificuldade de lidar com a temática é geral por causa do medo, mas, aos poucos, essa postura está mudando”, acredita Maraísa.
O secretário de Justiça e Cidadania, Alírio Neto, também destacou que as secretarias de governo têm trabalhado de maneira integrada e focada na prevenção. Para 2012, o objetivo é que 300 mil Alunos e 70 mil operários recebam palestras educativas como política de combate às drogas. “As leis que regem o tráfico de drogas são a da oferta e a da procura. Todo o grupo da comunidade Escolar, pais e amigos da Escola, estão sendo orientados sobre o perigo do consumo. Esse trabalho é a médio prazo. Não dá para imaginar que é possível combater o tráfico só com a polícia”, destacou.
As palestras de conscientização incluem crianças de 3 a 7 anos. Para tratamento dos dependentes, Alírio disse que, desde a instalação do Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (CapsAD) da Rodoviária do Plano Piloto, mais de 600 dependentes químicos foram atendidos.
* Nomes fictícios em respeito ao Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA)
Lançamento de livro
O advogado e servidor público Epitácio Junior lança hoje, às 18h, o livro O resgate da vida, na Câmara Legislativa. O exemplar tem por objetivo orientar os pais e os jovens a buscar o diálogo sobre questões relacionadas às drogas. A obra conta histórias de jovens aliciados por traficantes, além de mostrar que a vida é feita de escolhas e com possibilidade de largar o vício. O exemplar tem linguagem simples e custa R$ 16,90. 


PAIS DENUNCIAM PROFESSORA SUGERIU CINTADA E VARADA PARA EDUCAR FILHOS.


ESCOLA ONDE PROFESSORA SUGERIU USO DE CINTA SE REÚNE COM PAIS DE ALUNO

Educadora enviou bilhete sugerindo 'varadas' e 'cintadas' para educar aluno. Encontro com a direção de escola municipal de Sumaré será nesta terça

Fonte: G1

Após acusarem uma professora de português da Escola Municipal José de Anchieta, em Sumaré (SP), de sugerir o uso de 'cintadas' e 'varadas' como forma de educar o filho, os pais de um aluno de 12 anos foram chamados pela diretoria do colégio para uma reunião na manhã desta terça-feira (26). Em um bilhete em papel timbrado da escola, a professora solicita que os pais conversem com o aluno porque o garoto estaria tendo comportamento inadequado na sala de aula.
Em observação escrita à mão, a professora diz que, caso a conversa não resolvesse, a alternativa seria partir para a agressão. "Quer conversar com o seu filho? Se a conversa não resolver. Acho que umas cintada vai resolver (sic)", escreve a professora. O texto possui erros de concordância verbal e termina com outra sugestão. "Esqueça tudo o que esses psicólogos fajutos dizem e parta para as 'varadas'", completa o bilhete.
A denúncia e a cópia do documento foram enviadas para o VC no G1. De acordo com os pais, o menino, que está na 5ª série do ensino fundamental, tem dificuldade de aprendizado, diagnosticada há cerca de dois anos.
Tratamento
O estudante iniciou tratamento com psiquiatras e psicólogos para ajudá-lo nos estudos, o que, de acordo com o garoto, virou motivo de perseguição da professora na sala de aula. "Ela fala que eu preciso tomar remédio, que eu tinha problemas mentais e que nunca vou ser nada na vida", relata o garoto. "Eu achei o bilhete um absurdo. Ela mandou meus pais me agredirem e isso não é adequado para uma professora", completa.


Depois de receberam o bilhete no começo deste mês, os pais decidiram fazer uma reclamação formal à diretoria, mas a escola não se posicionou a respeito até sexta-feira (22), de acordo com o pai do estudante. "Chegou em um ponto absurdo. Ela (a professora) tem conturbado ainda mais o andamento escolar dele, que já tem dificuldade de aprendizado. A gente sempre soube que ele tinha dificuldade, mas ele sempre esteve lá, estudando", diz o comerciante André Luis Ferreira Lima.
Os pais dizem que o filho é vítima de bullying. "Coisas que ela deveria falar em um ambiente particular, ela fala em frente aos alunos. A classe toda pega no pé dele, porque a própria professora fica o ofendendo. Não é porque o aluno tem dificuldade que a professora pode rebaixar alguém na sala de aula", conta André Lima.
A mãe do garoto, Lucineide Ferreira Lima, conta que o filho pediu para trocar de escola por causa da postura da professora. "Se ele precisa de ajuda, não é com 'varadas' e 'cintadas' que eu vou fazer isso. A ajuda dos psicólogos e psiquiatras tem sido boa, ele tem melhorado e se sentido bem. E é assim que vamos educá-lo", defende a mãe.
Em nota, a supervisão da Secretaria Municipal de Educação de Sumaré diz que a direção está tomando as providências administrativas sobre o fato. De acordo com a direção da escola, "a professora enviou o bilhete sem o conhecimento do grupo gestor da escola. A regra diz que todo bilhete deve passar antes pela orientação ou coordenação"
O G1 tentou conversar com a educadora, mas ela não foi encontrada para falar sobre o assunto.

Andréia Juliani : Nova coordenadora - Jornal Diário


Andréia Juliani assume a Biblioteca
Nova coordenadora quer diversificar acervo infantil e adulto e desenvolver projetos que viabilizem maior acesso da população e estimule a leitura

Um trabalho intensivo que resulte mudança de comportamento e maior nível de leitura é o que propõe a nova coordenadora na Biblioteca Municipal “João Mesquita Valença”, Andréia Juliani. Há pouco mais de uma semana no cargo já tem propostas para dinamizar todas as ações.
Andréia trabalhou dez anos no mercado livreiro em Marília, onde agregou grande parte do conhecimento e experiência que tem com livros e editoras. Seu trabalho na Biblioteca Municipal será intensivo, visando aumentar e estimular a leitura.
“Estamos finalizando vários projetos que irão melhorar e viabilizar ao público o uso da biblioteca. O conhecimento é um bem precioso, que queremos estimular melhorando os hábitos de leitura da população”, disse.
Algumas medidas serão imediatas, como diversificar o acervo infantil, juvenil e também adulto, adquirindo novos volumes atuais, modernos, best-sellers, já que a biblioteca conta com obras clássicas da literatura.
Fortalecer as exposições e eventos dentro do espaço também está entre as metas da nova coordenadora. “A qualidade dos eventos e exposições também são relevantes para promover maior visitação e utilização, o que vem fortalecer a nossa proposta de acesso a todos”, frisou a bibliotecária.
Atualmente, a Biblioteca Municipal tem um acervo de 31 mil livros e conta com os setores infantil; acervo juvenil e adulto; de periódicos (jornais e revistas); arquivo para pesquisa (jornais e revistas antigos); Braille; Telecentro (Programa para informatizar turma da 3ª idade); Programa Acessa-SP (Programa que oferece internet gratuita).
A Biblioteca fica na Avenida Sampaio Vidal, 245 e funciona das 8h às 19h. Mais informações pelo telefone 3454-7434.
fonte: http://www.diariodemarilia.com.br/Noticias/112394/Andria-Juliani-assume-a-Biblioteca

Seguidores

Seguidores Blog Cidade de Marília

HORÁRIOS DE ÔNIBUS - MARÍLIA

HORÁRIOS DE ÔNIBUS - MARÍLIA
ÔNIBUS